Memória no Santuário de Fátima: um estudo discursivo sobre a narrativa das aparições

Carolina Moraes Souza, Francilaine Munhoz de Moraes

Resumo


Neste artigo, investigamos o processo de rememoração no espaço de confluência entre os campos da História e do Jornalismo. A pesquisa se constrói com base em estudo conceitual sobre acontecimento e temporalidade, e metodologia de análise discursiva. O estudo de caso analisa reportagens publicadas pela revista Sábado sobre os bastidores da visita do papa Francisco ao Santuário de Fátima, em Portugal, em maio de 2017. Como resultados, a pesquisa revela: a paráfrase das aparições de Fátima entrelaça o passado ao futuro, por meio da narrativa do presente; a comemoração do centenário é o acontecimento-espetáculo, cuja temporalidade funde passado, presente e futuro e permite abrigar o símbolo dos fenômenos de Fátima; o espaço do Santuário, cidade onde se realiza a celebração, permite conservar o símbolo do acontecimento histórico – sacralização da repetição – e, como lócus de memória, o entrelaçar das temporalidades.


Palavras-chave


Memória. Acontecimento. Temporalidades. Discurso.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-858320190.227-245



Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)