Memória no Santuário de Fátima: um estudo discursivo sobre a narrativa das aparições

Autores

  • Carolina Moraes Souza Universidade de Coimbra
  • Francilaine Munhoz de Moraes Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.19132/1807-858320190.227-245

Palavras-chave:

Memória. Acontecimento. Temporalidades. Discurso.

Resumo

Neste artigo, investigamos o processo de rememoração no espaço de confluência entre os campos da História e do Jornalismo. A pesquisa se constrói com base em estudo conceitual sobre acontecimento e temporalidade, e metodologia de análise discursiva. O estudo de caso analisa reportagens publicadas pela revista Sábado sobre os bastidores da visita do papa Francisco ao Santuário de Fátima, em Portugal, em maio de 2017. Como resultados, a pesquisa revela: a paráfrase das aparições de Fátima entrelaça o passado ao futuro, por meio da narrativa do presente; a comemoração do centenário é o acontecimento-espetáculo, cuja temporalidade funde passado, presente e futuro e permite abrigar o símbolo dos fenômenos de Fátima; o espaço do Santuário, cidade onde se realiza a celebração, permite conservar o símbolo do acontecimento histórico – sacralização da repetição – e, como lócus de memória, o entrelaçar das temporalidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina Moraes Souza, Universidade de Coimbra

Mestranda em Jornalismo e Comunicação. Bacharel em História pela Universidade de Brasília e Jornalismo pelo IESB.

Francilaine Munhoz de Moraes, Universidade de Brasília

Mestre e Doutora em Comunicação e Sociedade pela UnB (Universidade de Brasília – Brasil)

Downloads

Publicado

2019-04-18

Como Citar

Souza, C. M., e F. M. de Moraes. “Memória No Santuário De Fátima: Um Estudo Discursivo Sobre a Narrativa Das aparições”. Intexto, abril de 2019, p. 227-45, doi:10.19132/1807-858320190.227-245.

Edição

Seção

Artigos