A Desvalorização da Remuneração Docente na Disputa pelo Fundo Público Municipal: o caso de Curitiba-PR

Autores

Palavras-chave:

Fundo Público. Educação. Financiamento da Educação. Remuneração Docente. Lei de Responsabilidade Fiscal.

Resumo

Este artigo tem por objetivo analisar as ações de desvalorização dos servidores municipais de Curitiba-PR, particularizando a remuneração docente, com delimitação cronológica de 2016 a abril de 2018. Em um contexto de disputa pelo fundo público municipal, a demanda atual por valorização da remuneração docente e utilizando a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) como parâmetro, foram analisadas as despesas por função, a dívida pública municipal, as despesas totais com pessoal e suas implicações ao objeto do trabalho. Os resultados evidenciaram que os processos políticos de desvalorização dos servidores do município não se baseiam no cumprimento da LRF, pois, já estava sob controle. Os indícios conduzem para decisões políticas de alocação do fundo público que não compreendem a remuneração do servidor público como investimento, particularmente dos profissionais da educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcus Quintanilha da Silva, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba/PR

Marcus Quintanilha da Silva é professor substituto da Universidade Federal do Paraná. Professor do Magistério Superior pela Faculdade São Braz. Mestre em Educação - Universidade Federal do Paraná. Doutorando em Educação - Universidade Federal do Paraná.

Referências

ANÍBAL, Felippe. Rafael Greca diz que vai manter urgência do ajuste fiscal “a qualquer preço”. Tribuna do Paraná, Curitiba, 21 jun. 2017. Disponível em: <https://www.tribunapr.com.br/noticias/curitiba-regiao/rafael-greca-diz-que-vai-manter-urgencia-do-ajuste-fiscal-a-qualquer-preco/>. Acesso em: 13 jul. 2017.

BARBOSA, Maria Lígia Oliveira. A sociologia das profissões: em torno da legitimidade de um objeto. Anpocs, São Paulo, v. 36, p. 3-30, 1993.

BRASIL. Lei nº 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa Diretrizes e Bases para o ensino de 1° e 2º graus, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 12 ago. 1971.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Constituição da República Federativa do Brasil. Diário Oficial da União, Brasília, 05 out. 1988.

BRASIL. Lei Complementar n. 101, de 04 de maio de 2000. Estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal e dá outras providências. 2000. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 05 mai. 2000. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/LCP/Lcp101.htm>. Acesso em 14 jul. 2018.

BRASIL. Senado Federal. Resolução n. 40 de 20 de dezembro de 2001. Dispõe sobre os limites globais para o montante da dívida pública consolidada e da dívida pública mobiliária dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, em atendimento ao disposto no art. 52, VI e IX, da Constituição Federal. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 10 abr. 2002. Disponível em: <http://www2.camara.leg.br/legin/fed/ressen/2001/resolucao-40-20-dezembro-2001-429320-normaatualizada-pl.html>. Acesso em: 14 jul. 2018.

BRASIL. Emenda Constitucional n. 95, de 15 de dezembro de 2016. Altera o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o Novo Regime Fiscal, e dá outras providências. 2016. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 15 dez. 2016. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/emendas/emc/emc95.htm>. Acesso em 14 jul. 2018.

BRASIL. Lei n. 13.415, de 16 de fevereiro de 2017. Altera as Leis nos 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e 11.494, de 20 de junho 2007, que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943, e o Decreto-Lei no 236, de 28 de fevereiro de 1967; revoga a Lei no 11.161, de 5 de agosto de 2005; e institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. 2017. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 17 fev. 2017. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/lei/l13415.htm>. Acesso em 14 jul. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Sistema de Informações Sobre Orçamento Público em Educação (SIOPE). Brasília: FNDE, 2018a. Disponível em: <http://www.fnde.gov.br/fnde-sistemas/sistema-siope-apresentacao/siope-apresentacao>. Acesso em: 14 jul. 2018.

BRASIL. Ministério da Fazenda. Indicadores fiscais e de endividamento de estados e municípios. Brasília: Secretaria do Tesouro Nacional, 2018b. Disponível em: <http://www.tesouro.fazenda.gov.br/indicadores-fiscais-e-de-endividamento>. Acesso em 14 jul. 2018.

BRETTAS, Tatiana. Dívida Pública: uma varinha de condão sobre os recursos do fundo público. In: SALVADOR, Evilasio et al. (Org.). Financeirização, Fundo Público e Política Social. 1 ed. São Paulo: Cortez, 2012. p. 93-120.

CURITIBA. Prefeitura Municipal. Lei nº 10.090 de 28 de junho de 2001. Institui o Plano de Carreira do Magistério Público Municipal, alterando as leis nº 8580/94, 6761/85 e 8579/94. Diário Oficial do Município de Curitiba, Curitiba, PR, 28 jun. 2001.

CURITIBA. Prefeitura Municipal. Lei nº 14.544 de 11 de novembro de 2014. Institui o Plano de Carreira do Profissional do Magistério de Curitiba. Diário Oficial do Município de Curitiba, Curitiba, PR, 11 nov. 2014.

CURITIBA. Prefeitura Municipal. Lei nº 387 de 17 de abril de 2015. Regulamenta os artigos 17 a 20, da Lei Municipal nº 14.544, de 11 de novembro de 2014, e dá outras providências. Diário Oficial do Município de Curitiba, Curitiba, PR, 17 abr. 2015.

CURITIBA. Prefeitura Municipal. Lei nº 15.043 de 28 de junho de 2017. Altera o art. 1º da Lei Municipal nº 8.680/1995; suspende os planos de carreira previstos nas Leis Municipais 10.190/2001, 11.000/2004, 11.001/2004, 12.083/2006, 13.769/2011, 13.770/2011, 14.507/2014, 14.522/2014, 14.544/2014, 14.580/2014; altera o art. 1º da Lei Municipal nº 6.449/1983, altera os arts. 91 e 165 a 170 da Lei Municipal nº 1.656/1958; acrescenta o § 3º ao art. 1º da Lei Municipal nº 13.142/2009; altera o art. 2º da Lei Municipal nº 8.704/1995; altera o § 3º do art. 6º da Lei Municipal nº 8.660/1995; altera o art. 1º da Lei Municipal nº 13.948/2012; revoga os arts. 53 e 54 da Lei Municipal nº 6.761/1985; revoga o art. 2º da Lei Municipal nº 8.680/1995; revoga os arts. 1º a 4º da Lei Municipal nº 8.995/1996 e dá outras providências. Diário Oficial do Município de Curitiba, Curitiba, PR, 28 jun. 2017.

CURITIBA. Portal da Transparência da Prefeitura Municipal de Curitiba. Curitiba, 2018. Disponível em: <http://www.portaldatransparencia.curitiba.pr.gov.br>. Acesso em: 30 dez. 2017.

FERRAZ, Marcos Alexandre. Estado, política e sociabilidade. In: GOUVEIA, Andrea Barbosa; SOUZA, Angelo Ricardo de; TAVARES, Tais Moura. Políticas Educacionais: conceitos e debates. Curitiba: Appris, 2011. p. 25-51.

FERREIRA JÚNIOR, Amarilio; BITTAR, Marisa. A ditadura militar e a proletarização dos professores. Educação & Sociedade, Campinas, v. 27, n. 97, 2006.

GROCHOSKA, Marcia Andreia. Políticas educacionais e a valorização do professor: carreira e qualidade de vida dos professores de educação básica do município de São José dos Pinhais/PR. 2015. 269 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Setor de Educação, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2015.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Remuneração Docente no Município de Curitiba. Brasília: Ministério do Planejamento, 2018. Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2017.

OLIVEIRA, Dalila Andrade. Os trabalhadores docentes e a construção política da profissão docente no Brasil. Educar em Revista, Curitiba, v. 1, n. 1, p. 17-36, 2010.

OLIVEIRA, Francisco de. Surgimento do antivalor. In: OLIVEIRA, Francisco de (Org.). Os direitos do antivalor: a economia política da hegemonia imperfeita. Petrópolis: Vozes, 1998. p. 19-48.

PARANÁ. Tribunal de Contas. Relatórios da Lei de Responsabilidade Fiscal: Curitiba, 2018. Disponível em: <https://servicos.tce.pr.gov.br/TCEPR/Municipal/SIMAM/Paginas/Rel_LRF.aspx?relTipo=1>. Acesso em 13 jul. 2017.

POCHMANN, Marcio. Proteção social na periferia do capitalismo: considerações sobre o Brasil. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 18, n. 2, p. 3‑16, 2004.

POGGI, Gianfranco. A evolução do Estado Moderno: uma introdução sociológica. Rio de Janeiro: Zahar, 1981.

POULANTZAS, Nicos. O Estado, o poder, o socialismo. 2. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1985.

QUINTILIANO, Leonardo David. Autonomia federativa: delimitação no direito constitucional brasileiro. 2012. 321 f. Tese (Doutorado em Direito) – Faculdade de Direito do Largo São Francisco, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

SALVADOR, Evilasio. Fundo público e políticas sociais na crise do capitalismo. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 104, p. 605-631, out./dez. 2010.

SALVADOR, Evilasio. Fundo público e financiamento das políticas sociais no Brasil. Serviço Social em Revista, Londrina, v. 14, n. 2, p. 504-522, jan./jun. 2012.

SOUZA, Donaldo Bello de; FARIA, Lia Ciomar Macedo de. Reforma do Estado, descentralização e municipalização do ensino no Brasil: a gestão política dos sistemas públicos de ensino pós-LDB 9.394/96. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 12, n. 45, p. 925-944, out./dez. 2004.

VICENTINI, Paula Perin; LUGLI, Rosário Genta. História da profissão docente no Brasil. São Paulo: Cortês, 2009.

Downloads

Publicado

2020-02-11

Edição

Seção

Artigos