Dançar a visualidade de um poema e a eclosão de propriedades corporais

Autores

  • Danielle Milioli Universidade Federal de Mato Grosso
  • Dolores Galindo Universidade Federal de Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.22456/2238-152X.50048

Palavras-chave:

corpos, visualidades, dança.

Resumo

Por meio do processo de invenção de um trabalho de dança-pesquisa narramos como foram se produzindo as propriedades do corpo em dança, procurando tornar visíveis arranjos mínimos e talvez desprezíveis se vistos num plano panorâmico. Trata-se, portanto, de uma narrativa que se insere numa problemática mais ampla, enunciada por Latour (2008a) como dizendo respeito às conversas sobre o corpo, ou seja, aos modos como os corpos são mobilizados nos relatos daquilo que fazem. Trabalhamos uma narrativa do mínimo que é diversa da oposição entre micro e macro, procurando dar conta da eclosão das propriedades corporais vistas como acontecimentos dos quais podemos rastrear a emergência nas diferenças que fazem o corpo sensível e que, por sua vez, co-constituem esse corpo que não está dado de antemão. Discorre-se sobre as propriedades corporais que foram produzidas num experimento de dança-pesquisa, intitulado De Conceitos criado a partir de um poema visual escrito pelo poeta cuiabano Silva Freire.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danielle Milioli, Universidade Federal de Mato Grosso

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Cararina, Mestrado em estudos de Cultura Contemporânea pela Universidade Federal de Mato Grosso. Atualmente cursa Doutorado em Psicologia e Sociedade na UNESP/Assis.

Dolores Galindo, Universidade Federal de Mato Grosso

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), mestrado e doutorado em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP), com Doutorado Sanduíche na Universidade Autônoma de Barcelona. É Professora do Porgrama de Pós-Graduação Interdisciplinar em Estudos de Cultura Contemporânea e do curso de graduação em Psicologia da Universidade Federal de Mato Grosso.

Downloads

Publicado

2016-08-15

Como Citar

Milioli, D., & Galindo, D. (2016). Dançar a visualidade de um poema e a eclosão de propriedades corporais. Revista Polis E Psique, 6(2), 134–145. https://doi.org/10.22456/2238-152X.50048

Edição

Seção

Artigos