Representação documental para acesso e visibilidade aos graffiti

Autores

  • Fábio Rogério Batista Lima Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" http://orcid.org/0000-0001-8729-618X
  • Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa Santos Universidade Estadual Paulista
  • Zaira Regina Zafalon Universidade Federal de São Carlos http://orcid.org/0000-0002-4467-2138

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245283.114056

Palavras-chave:

Graffiti, Documento, Representação documental, Patrimônio cultural material

Resumo

A produção artística é um dos vestígios do patrimônio cultural material e imaterial deixado pelo ser humano ao longo de sua existência. As manifestações artísticas estão também nos muros das cidades, locais que consagram a efemeridade dos graffiti, com suas superfícies alteradas e apagadas diariamente. Diante disso, questiona-se: como é possível garantir a persistência dos graffiti como recurso informacional e, por consequência, atestar o seu acesso e visibilidade às futuras gerações? Como objetivo geral propõe-se um modelo de representação documental de graffiti, vocacionado ao acesso e à visibilidade, com características descritivas, temáticas, culturais, espaço-temporais e ideológicas. Para o seu alcance definem-se como objetivos específicos: avaliar métodos e apresentar instrumentos disponíveis para a descrição do graffiti que deem condições para sua persistência e identificação como recurso informacional. Esse artigo, com abordagem qualitativa e natureza aplicada, busca objetivos descritivos e exploratórios e faz uso de procedimentos bibliográficos e documentais. Como contribuições destacam-se: discussão dos recursos informacionais e da representação documental como objeto da Ciência da Informação, do graffiti como manifestação cultural, da efemeridade da arte de rua, com destaque para os graffiti, e da consagração de recursos informacionais como bens culturais materiais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábio Rogério Batista Lima, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Doutor em Ciência da Informação no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Campus de Marília, Brasil.

Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa Santos, Universidade Estadual Paulista

Docente da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Departamento de Ciência da Informação.

Zaira Regina Zafalon, Universidade Federal de São Carlos

Docente da Universidade Federal de São Carlos, Centro de Educação e Ciências Humanas, Departamento de Ciências da Informação.

Downloads

Publicado

2022-08-04

Como Citar

LIMA, F. R. B.; VENTURA AMORIM DA COSTA SANTOS, P. L.; ZAFALON, Z. R. Representação documental para acesso e visibilidade aos graffiti. Em Questão, Porto Alegre, v. 28, n. 3, p. 114056, 2022. DOI: 10.19132/1808-5245283.114056. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/114056. Acesso em: 6 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos