Previsão da geração de resíduos na construção civil por meio da modelagem BIM

Autores

  • Fabriccio de Almeida Oliveira PPGEC/Universidade Federal do Pará
  • Luiz Maurício Furtado Maués Universidade Federal do Pará
  • Carolina Caldas Neves Rosa Universidade Federal do Pará
  • Débora de Gois Santos
  • Renato de Seixas Melo PPGEC/Universidade Federal do Pará

Palavras-chave:

Resíduos de construção, Modelagem, BIM.

Resumo

O crescimento da indústria da construção civil é de grande importância para a manutenção e sustentação da economia brasileira, mas essa indústria utiliza grande quantidade de recursos naturais e consequentemente gera grandes volumes de resíduos de construção civil (RCC). Esforços na minimização de RCC geralmente estão direcionados aos estágios de construção das obras, mas não ao estágio de projetos. Assim, a tecnologia BIM surge como uma importante ferramenta ao possibilitar uma melhor análise e controle da geração de resíduos. Este trabalho propõe um modelo BIM para estimar o RCC e o custo de retirada na fase de projeto, pois nela ainda são inexistentes ações visando estimar o resíduo a ser gerado em uma obra. Para isso, utilizaram-se etapas como a revisão sistemática da literatura, levantamento de índices de perdas e modelagem BIM. Os resultados obtidos revelaram que 10% dos RCC quantificados pertencem à classe B, e 90%, à classe A, sendo a argamassa o material com o maior potencial de desperdício, 56% da estimativa total. A modelagem através de dados estatísticos e indicadores pode contribuir na elaboração do plano de gerenciamento de resíduos de construção civil (PGRCC), aperfeiçoando, dessa forma, o planejamento, com redução do RCC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-10-07

Edição

Seção

Edição Especial sobre Aproveitamento de Resíduos na Construção

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)