A DANÇA COMO PRODUTO À VENDA EM CASAS NOTURNAS: UM MAPEAMENTO DO TERRENO MERCADOLÓGICO

Autores

  • Eliane Regina Crestani Tortola UEM
  • Larissa Michelle Lara Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.19999

Palavras-chave:

Dança, Atividades de Lazer, Antropologia

Resumo

O estudo, orientado pela etnografia multissituada, problematiza as relações sociais estabelecidas no contexto de casas noturnas na cidade de Maringá-PR de modo a identificar como a dança é apropriada nesses espaços e se os frequentadores a identificam como principal atrativo de consumo. Os resultados atentam para a presença da dança na maioria dos espaços urbanos de lazer noturno investigados e para sua prática alienada, reforçada, muitas vezes, pelas músicas midiáticas e consumo etílico, intensificados pelas investidas da indústria da diversão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliane Regina Crestani Tortola, UEM

Professora efetiva do curso de Educação Física da Universidade Estadual de Goiás. Mestre em Educação Física UEM/UEL. Especialista em Teoria histórico cultural DPI/UEM. Graduação em Educação Física UEM. Membro do Grupo de Pesquisa Corpo, Cultura e Ludicidade (CNPq).

Larissa Michelle Lara, Universidade Estadual de Maringá

Professora da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Doutora em Educação
(UNICAMP). Líder do Grupo de Pesquisa Corpo, Cultura e Ludicidade (CNPq).

Downloads

Publicado

2011-05-15

Como Citar

TORTOLA, E. R. C.; LARA, L. M. A DANÇA COMO PRODUTO À VENDA EM CASAS NOTURNAS: UM MAPEAMENTO DO TERRENO MERCADOLÓGICO. Movimento, [S. l.], v. 17, n. 2, p. 137–154, 2011. DOI: 10.22456/1982-8918.19999. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/19999. Acesso em: 19 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais