FENOMENOLOGIA, MOVIMENTO HUMANO E A EDUCAÇÃO FÍSICA.

Autores

  • Aguinaldo Cesar Surdi Universidade do Oeste de Santa Catarina - Videira
  • Elenor Kunz UFSC

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.16075

Palavras-chave:

fenomenologia, movimento humano, educação física,

Resumo

A fenomenologia tem como princípio fundamental o “retorno as coisas próprias” isto é voltar ao mundo pré-reflexivo, ou ainda, ao próprio sujeito do conhecimento. Este artigo tem como objetivo, mostrar que a fenomenologia como fundamentação filosófica, contribui para ampliar o entendimento do movimento humano como fator significativo para o ser humano. A teoria fenomenológica possibilita compreender o movimento humano como um diálogo entre homem e o mundo, considerando o mundo vivido das pessoas como um caminho fundamental para a construção de uma gama de oportunidades significativas para que o homem crie e recrie seus movimentos. Este movimento possui as características fundamentais para o processo educativo, onde o ser humano tem participação efetiva em sua construção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aguinaldo Cesar Surdi, Universidade do Oeste de Santa Catarina - Videira

Graduação em Educação Física, pela Universidade Federal de Santa Maria (1995); Graduação em Filosofia, pela Universidade do Oeste de Santa Catarina (2004); Mestrado em Educação Física, pela Universidade Federal de Santa Catarina (2008) e Doutorado em Educação Física, pela Universidade Federal de Santa Catarina (2014). Docente da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, no Departamento de Educação Física. Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação Física e Coordenador do Curso de Licenciatura em Educação Física. Experiência na área de Educação Física e Filosofia, atuando principalmente com temas relacionados ao "brincar e o se-movimentar" na escola, filosofia do movimento humano, formação continuada de professores de Educação Física e discussões relacionadas ao lazer e ao trabalho.

Elenor Kunz, UFSC

Possui doutorado em Instituto de Ciências do Esporte pela Gottfried Wilhelm Leibniz Universität Hannover(1987) e pós-doutorado pela Gottfried Wilhelm Leibniz Universität Hannover(1996). Atualmente é Membro de corpo editorial da Motrivivência (0103-4111), Membro de corpo editorial da Pensar a prática (1415-4676), Revisor de periódico da Revista Brasileira de Ciências do Esporte (0101-3289), Revisor de periódico da Revista Brasileira de Educação Física e Esporte (1807-5509), Revisor de periódico do Movimento (Porto Alegre) (0104-754X), Revisor de periódico da Motrivivência (0103-4111), Membro de corpo editorial do Movimento (Porto Alegre) (0104-754X), Revisor de periódico do Educação em Revista (UFMG. Impresso), Revisor de periódico da Pensar a Prática (UFG. Impresso), Revisor de periódico da Kinesis (Santa Maria), Revisor de periódico da Motriz : Revista de Educação Física (Online), Revisor de periódico da Revista Portuguesa de Educação, Revisor de periódico da Revista da Educação Física (UEM. Impresso) e Revisor de periódico da Ágora para la Educación Física y el Deporte. Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Ciências do Esporte.

Downloads

Publicado

2010-12-01

Como Citar

SURDI, A. C.; KUNZ, E. FENOMENOLOGIA, MOVIMENTO HUMANO E A EDUCAÇÃO FÍSICA. Movimento, [S. l.], v. 16, n. 4, p. 263–290, 2010. DOI: 10.22456/1982-8918.16075. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/16075. Acesso em: 29 jun. 2022.

Edição

Seção

Ensaios