AS SEREIAS DA VILA NA TERRA DO REI: UMA ETNOGRAFIA DE SANTOS FC FEMININO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.109357

Palavras-chave:

Futebol. Relatório de pesquisa. Etnografia

Resumo

Baseado em três meses de pesquisa de campo com o time feminino do Santos Futebol Clube, este artigo considera como as jogadoras negociam as tensões entre as inventadas tradições de gênero e a inclusão feminina no clube. Usando o conceito de Hobsbawm de Tradições Inventadas e adaptando a noção desenvolvida por Billig de Nacionalismo Banal para a ideia de Patriarcado Banal, o artigo explora as experiências de jogadoras com um dos mais emblemáticos clubes do Brasil. Enquanto os homens deixam de ter o monopólio dos clubes oficiais de futebol, esta pesquisa conclui que a incorporação do capital cultural acumulado do futebol feminino a clubes como Santos é imprescindível para desestabilizar a percepção de tradição e história somente masculina dos clubes.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mark Daniel Biram, Universidade de Bristol

My PhD project focuses on the contestation and reproduction of a gendered social order within women's club football in Latin America (specifically Brazil & Colombia). My work contributes to critical sports studies from an interdisciplinary perspective and is largely informed by sociological and cultural studies perspectives which are rooted in feminism and identity narratives surrounding the social significance of sport. It places mediatic and institutional narratives in dialogue with the self-representation of women's football players to provide a holistic explanation of the growth of women's football both in Latin America and globally.

Publicado

2021-01-18

Como Citar

BIRAM, M. D. AS SEREIAS DA VILA NA TERRA DO REI: UMA ETNOGRAFIA DE SANTOS FC FEMININO. Movimento, [S. l.], v. 27, p. e27005, 2021. DOI: 10.22456/1982-8918.109357. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/109357. Acesso em: 29 maio. 2022.

Edição

Seção

Em foco