Demarcações epistemológicas dos estudos de citação: teorias das citações

Murilo Artur Araújo da Silveira, Sônia Elisa Caregnato

Resumo


Este artigo revela as demarcações epistemológicas que configuram os estudos de citação na contemporaneidade. Parte-se do pressuposto de que as teorias das citações existentes e amplamente discutidas são antagônicas e complementares. O presente estudo tem como objetivo estabelecer as marcas epistemológicas das teorias normativa e construtivista no âmbito dos estudos de citação. Os elementos que compõem as matrizes epistemológicas das teorias normativa e construtivista são apresentados e discutidos à luz das contribuições presentes na literatura especializada. Conclui-se que as teorias respondem parcialmente os problemas existentes, necessitando buscar aproximações investigativas úteis com outros campos e domínios.


Palavras-chave


Estudos de citação. Epistemologia. Teorias das citações. Teoria normativa. Teoria construtivista.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1808-5245233.250-275



Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)