Imprensa das classes subalternas: atualização e atualidade de um conceito

Rozinaldo Antonio Miani

Resumo


A vitalidade ou degenerescência, o uso ou desuso de um conceito depende das características políticas e das condições sócio-histó- ricas das práticas que lhe dão substância. O caso do conceito de “imprensa das classes subalternas” se apresenta como típico para dar sustentação a esse argumento. O presente artigo tem como objetivo desenvolver uma reflexão sobre o conjunto das práticas comunicativas impressas no âmbito da comunicação popular e comunitária, por considerá-las herdeiras da tradição da imprensa proletária, bem como apresentar os componentes presentes no conceito de “imprensa das classes subalternas” que nos permita afirmar a sua pertinência para estabelecer uma análise atual da história da chamada imprensa proletária/operária no Brasil.


Palavras-chave


Imprensa proletária. Imprensa operária. Comunicação popular. Comunicação comunitária.

Texto completo:

PDF




Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)