Transgeneridades em Performance: desobediências de gênero e anticolonialidades das artes cênicas

Dodi Leal, André Rosa

Resumo


O artigo apresenta os dispositivos cênicos da performatividade transgênera em face aos percursos práticos e teóricos de ruptura anticolonial das normas do corpo. Interroga-se aqui a medida em que as desobediências de gênero são fator imprescindível na luta contra o projeto de poder colonial, destacando como o eurocentrismo e a branquitude estão amalgamados aos preceitos da cisgeneridade compulsória como política dos corpos. Trata-se aqui de duas performances: Tetagrafias e Tran(S)arau (Coimbra/Portugal, 2015 a 2017). Assim sendo, evidenciam-se os aspectos coercitivos da cisnormatividade como concepção hegemônica e colonial de corporeidade em cena e no cotidiano.


Palavras-chave


Transgeneridades; Performance; Anticolonialidades; Corporalidades; Arte e Pedagogia de Gênero

Texto completo:

ACESSO / ACCESS / ACCÈS

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS DA PRESENÇA - Brazilian Journal on Presence Studies - e-ISSN 2237-2660 - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil - http://www.seer.ufrgs.br/presenca

 

       

 

 

Crossref Similarity Check logo

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.