Jornalismo e exclusão: notas para análise comparativa entre dois padrões de coberturas das questões sociais da infância e juventude

Leonel Aguiar, Vinicius Neder

Resumo


Apresentam-se aqui resultados parciais de pesquisa sobre as práticas jornalísticas na cobertura sobre a exclusão social de crianças e adolescentes, sugerindo a hipótese de que o “noticiário factual” está aquém de “parâmetros mínimos”, na comparação com “reportagens especiais”. A hipótese emerge de análise baseada, no primeiro plano, no monitoramento da Agência de Notícias dos Direitos da Infância (ANDI) e, no segundo, em reportagem do jornal O Globo vencedora do Prêmio Esso.

Palavras-chave


Teorias do jornalismo. Crianças. Exclusão social.

Texto completo:

PDF




Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)