Temperatura crítica de perfis I de aço em situação de incêndio

Autores

Palavras-chave:

Incêndio, Estruturas de aço, Temperatura crítica, Pilar, Viga.

Resumo

O aço e demais materiais estruturais têm sua capacidade resistente reduzida com o aumento de temperatura em situação de incêndio. No caso dos perfis de aço sob campo uniforme de temperaturas, define-se temperatura crítica aquela que os conduz ao colapso. O objetivo deste trabalho foi desenvolver uma ferramenta, que permite determinar de forma expedita a temperatura crítica de pilares e vigas. O método empregado foi considerar que o colapso ocorrerá quando os valores de cálculo dos esforços solicitantes se igualarem aos esforços resistentes, ambos em situação de incêndio, com base no método simplificado da norma brasileira e aplicando o programa AcoInc, desenvolvido pelos autores. O principal resultado foi uma ferramenta gráfica cuja similararidade não foi encontrada na literatura pesquisada. Seu uso simplificará sobremaneira o método de dimensionamento normatizado. Uma conclusão a ser destacada é aquela em que o valor de temperatura crítica, usualmente admitido na prática (550 oC), podem estar contra a segurança.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valdir Pignatta Silva, Escola Politécnica da Universidade de São Paulo

Professor Doutor Sênior do Departamento de Engenharia de Estruturas e Geotécnica da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo

Arthur Ribeiro Melão, Escola Politécnica da Universidade de São Paulo

Mestre pelo programa de pós graduação em engenharia civil da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

2018-06-06