Modelagem numérica comparativa da ponte Florestinha, construída em madeira e concreto

Autores

Palavras-chave:

Ambiente construído, Projeto estrutural, Engenharia civil

Resumo

A possibilidade de executar estruturas com elementos que apresentam seções mistas de materiais como madeira e concreto traz benefícios, como o aumento da economia na construção e da durabilidade à abrasão. O objetivo do trabalho consiste em realizar a comparação dos resultados de deslocamento vertical obtidos em modelagem numérica utilizando-se o método dos elementos finitos, resultados teóricos encontrados pelo programa Orthotropic Timber Bridges e experimentais da ponte Florestinha. Foram realizados três modelos numéricos. Considerou-se para os modelos 1 e 2 que as vigas de madeira são roliças e, para o modelo 3, que as vigas são de seção quadrada. Com os resultados obtidos, constatou-se que o modelo 1 se aproxima dos dados experimentais e apresenta desvio padrão do erro para o deslocamento devido ao carregamento central de ± 0,69 mm, que corresponde a 1,56% do erro percentual médio, e para o carregamento lateral de ± 0,73 mm, que indica 1,12% do erro percentual médio. Os modelos numéricos 1 e 2 representaram satisfatoriamente os modelos experimentais, revelando que a aplicação do método dos elementos finitos foi satisfatória para a análise da ponte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonor da Cunha Mastela, Universidade Federal do Espírito Santo

Engenheira civil, graduada pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Mestre pelo Programa de Pós-graduação em Engenharia civil da Universidade Federal Fluminense. Servidora pública federal técnico administrativa, cargo: engenheiro (área) da Universidade Federal do Espírito Santo. Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Ciências Florestais da Universidade Federal do Espírito Santo.

Pedro Gutemberg de Alcântara Segundinho, Universidade Federal do Espírito Santo

Graduado em Engenharia Civil pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2002) - FEIS, Mestrado em Engenharia Civil (Área: Estruturas) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2005) - FEIS e Doutorado em Ciências (Área: Estruturas) pela Universidade de São Paulo (2010) - EESC. Atualmente é Professor da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Departamento de Ciências Florestais e da Madeira do CCAE. Atua na área de Engenharia Civil, com ênfase em Estruturas, principalmente nos seguintes temas: estruturas de madeira, estruturas mistas de madeira e concreto, dinâmica das estruturas, propriedades físicas e mecânicas da madeira, classificação visual, classificação mecânica de elementos estruturais de madeira, madeira laminada colada (MLC) e ensaios não destrutivos.

Vinicius Borges Taquetti, Universidade Federal do Espírito Santo

Técnico em Construção Civil com Habilitação em Construção de Edifícios (2006) pelo CEFETES (Centro Federal de Educação Tecnológica do Espírito Santo). Zootecnista pela Universidade Federal do Espírito Santo (2010). Atualmente é técnico em edificações da Universidade Federal do Espírito Santo e Mestrando no programa de Pós graduação em Ciências Florestais, área de Tecnologia de Produtos Florestais pela UFES

André Luis Christoforo, Universidade Federal de São Carlos

Possui Pós-Doutorados em Estatística, em Engenharia de Materiais e em Engenharia de Estruturas pela Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho (UNESP), campus de Ilha Solteira e de Rio Claro, Pós-Doutorado em Engenharia de Estruturas pela Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), da Universidade de São Paulo (USP) e Pós-Doutorado em Engenharia e Ciência de Materiais pela Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos FZEA/USP. Doutor e Mestre em Engenharia de Estruturas pela EESC/USP, Especialista em Matemática Aplicada pela UNESP de Rio Claro e graduado em Engenharia Civil Pela Universidade de Franca (UNIFRAN). É autor-coautor em mais de 300 artigos publicados em periódicos, em mais de 200 trabalhos completos publicados em anais de evento, autor-coautor em 20 livros (Mecânica dos Sólidos, Métodos Numéricos, Madeira, Estruturas de Madeira - Pontes, Painéis a Base de Madeira, Materiais Compósitos a Base de Resíduos Lignoceluósicos), revisor em mais de 30 periódicos, editor da área de Construções Rurais e Ambiência da Revista Engenharia Agrícola (EAgri - JCR - 0,38) e membro do corpo editorial da revista Construindo. Homenageado com o seu nome no Centro Acadêmico do curso de Engenharia Civil da Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT / Sinop / MT). Foi professor Interino na UNEMAT e posteriormente professor Visitante nessa mesma instituição, ministrando aulas de disciplinas diversas para o curso de Engenharia Civil. Foi concursado na vaga de Cálculo Diferencial e Integral da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT / Sinop / MT), concursado na área de Resistência dos Materiais no Departamento de Engenharia Mecânica da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ / MG) e concursado na vaga de Mecânica das Estruturas no Departamento de Engenharia Civil da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), onde leciona atualmente, orientando alunos de graduação e de pós-graduação (Mestrado e Doutorado - PPGECiv) com supervisão de Pós-doutorado. Organizou vários eventos técnico-científicos, dentre eles o Encontro Regional de Matemática Aplicada e Computacional (ERMAC), patrocinado pela Sociedade de Matemática Aplicada e Computacional (SBMAC) e o Congresso Nacional de Engenharia Mecânica e Industrial (CONEMI), financiado pela Federação Nacional de Engenharia Mecânica e Industrial (FENEMI). Membro da Comissão de Estudo de Estruturas de Madeiras (ABNT/CE-02:126.10) do Comitê Brasileiro da Construção Civil (ABNT/CB-02): Ensaio de caracterização de peças estruturais de madeira e membro da diretoria do Instituto Brasileiro da Madeira e das Estruturas de Madeira (IBRAMEM). Na pesquisa, atua nas áreas de madeira e de estruturas de madeira, produtos engenheirados a base de madeira, materiais compósitos, mecânica dos sólidos, métodos numéricos e modelagem estatística.

Francisco Antonio Rocco Lahr, Universidade de São Paulo

Engenheiro Civil formado em 1975 pela Escola de Engenharia de São Carlos, USP, desenvolveu nesta instituição sua carreira acadêmica, ocupando diferentes funções e cargos. Professor Titular do Departamento de Engenharia de Estruturas desde 1993, vem trabalhando nos temas: Madeiras, Estruturas de Madeira, Compósitos à Base de Madeira e Compósitos Cimentíceos. Linhas de pesquisa: propriedades e aplicações das madeiras e dos compósitos à base de madeira, estruturas de cobertura, pontes, fôrmas e cimbramentos, normalização, metodologia de ensaio, insumos alternativos na produção de painéis.

Tiago Aguiar Gales, Universidade Federal do Espírito Santo

Engenheiro Industrial Madeireiro pela Universidade Federal do Espirito Santo (2016), especialista em Melhoria Continua com certificação Black Belt - Lean Six Sigma, atuou como consultor com enfoque em viabilidade econômica, plano de negócios e melhoria de processo na Engetec Sul Capixaba.

Downloads

Publicado

2021-05-24

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

> >>