Impacto da rota de incorporação de ar nas propriedades de materiais formulados com cimento Portland

Autores

  • Danilo dos Reis Torres
  • Alessandra Lie Fujii Escola Politecnica da Universidade de São Paulo
  • Roberto Cesar de Oliveira Romano Escola Politecnica da Universidade de São Paulo
  • Rafael Giuliano Pileggi Escola Politecnica da Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

Microconcreto poroso, incorporação de ar, propriedades mecânicas, permeabilidade ao ar

Resumo

Este trabalho avalia o impacto da rota de incorporação de ar nas propriedades de materiais cimentícios. Para tanto, a distribuição granulométrica de um microconcreto foi mantida constante e o ar foi incorporado por meio de duas rotas de processamento: injeção de espuma aquosa e adição de incorporador de ar na formulação. Os ensaios no estado endurecido foram realizados 28 dias após as moldagens dos corpos de prova. Os resultados mostraram que a injeção de espuma aquosa pode gerar maior quantidade de ar incorporado no estado fresco com menor quantidade de aditivo. No estado endurecido não foram observadas significativas variações na porosidade total e na resistência mecânica dos microconcretos. Entretanto, a permeabilidade ao ar, propriedade intimamente ligada à durabilidade, foi maior nos microconcretos obtidos a partir da injeção de espuma aquosa devido às alterações microestruturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandra Lie Fujii, Escola Politecnica da Universidade de São Paulo

Aluna de graduação da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo

Roberto Cesar de Oliveira Romano, Escola Politecnica da Universidade de São Paulo

Químico, Mestre em Ciência e Engenharia de Materiais, Doutor em Engenharia Civil

Rafael Giuliano Pileggi, Escola Politecnica da Universidade de São Paulo

Professor do Departamento de Engenharia de Construção Civil da Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

2014-04-12

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

> >>