PRODUÇÃO CIENTÍFICA DO SURFE INDEXADA NA WEB OF SCIENCE E SCOPUS (1967-2017)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.94062

Palavras-chave:

Bibliometria. Esportes. Indicadores de Produção Científica.

Resumo

O objetivo deste trabalho foi desenvolver uma análise bibliométrica da produção científica do surfe indexada na Web of Science e Scopus até 2017 centrada na produtividade, matérias e padrões de colaboração. Descobriram-se um total de 318 documentos publicados de 1967 até 2017. Ciências médicas foi o campo mais representado e a percentagem de colaboração foi de 69,18%. Nos dez autores mais importantes só se acharam representadas instituições australianas. Embora o surfe tenha se tornado uma área de investigação emergente, parece ser um sujeito excepcional nas Ciências do Esporte devido ao papel dominante das instituições australianas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mikel Pérez-Gutiérrez, Universidade de Cantabria

Departamento de Educação. Profesor Ayudante Doctor

Carlos Cobo-Corrales, Universidade de Cantabria

Departamento de Educação. Professor assistente

Publicado

2020-03-10

Como Citar

PÉREZ-GUTIÉRREZ, M.; COBO-CORRALES, C. PRODUÇÃO CIENTÍFICA DO SURFE INDEXADA NA WEB OF SCIENCE E SCOPUS (1967-2017). Movimento, [S. l.], v. 26, p. e26015, 2020. DOI: 10.22456/1982-8918.94062. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/94062. Acesso em: 29 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais