A CULTURA AFRO-BRASILEIRA E A EDUCAÇÃO FÍSICA: UM RETRATO DA PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO

Autores

  • Isabela Talita Gonçalves de Lima Universidade Federal de Pernambuco, Centro de Educação. Recife, PE, Brasil.
  • Lívia Tenorio Brasileiro Universidade de Pernambuco, Escola Superior de Educação Física. Recife, PE, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.93164

Palavras-chave:

Cultura. Grupo com ancestrais do continente africano. Capoeira. Futebol.

Resumo

O estudo objetiva analisar os artigos científicos, oriundos dos periódicos da área de Educação Física, que tematizem a Cultura Afro-Brasileira. Nossa pesquisa teve o recorte temporal de 2001 a 2017, reconhecendo oito periódicos da área e catalogando 92 artigos. Os dados indicam que as produções se concentram em dois temas, são eles: estudos sobre capoeira e estudos sobre o racismo no futebol. Concluímos que, embora a Cultura Afro-Brasileira seja amplamente rica, é necessário acrescer seu lastro na produção de conhecimento da área, tornando-se palco de pesquisas que aprofundem seu arcabouço teórico, principalmente em um país ainda com marcas de racismo, como é o Brasil, visando contribuir para a valorização da Cultura Afro-Brasileira principalmente no que concerne ao seu papel na construção da igualdade social.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabela Talita Gonçalves de Lima, Universidade Federal de Pernambuco, Centro de Educação. Recife, PE, Brasil.

É mestre em Educação Física pelo no Programa Associado de Pós-Graduação em Educação física UPE/UFPB. Graduada em Licenciatura em Educação Física pela Universidade de Pernambuco. É membro do Grupo ETHNÓS - Pesquisa de Estudos Etnográficos em Educação Física e Esporte. Atuando nas linhas de pesquisas: Formação de professores em Educação Física; e Educação Física, Cultura e Dança. Vislumbrando fomentar as discussões no âmbito educacional afim de contribuir para a prática pedagógica da Educação Física. Atualmente é Professora dos cursos de licenciatura em Educação Física do Centro de Educação da Universidade Federal de Pernambuco.

 

Lívia Tenorio Brasileiro, Universidade de Pernambuco, Escola Superior de Educação Física. Recife, PE, Brasil.

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP (2009) e Mestre em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (2001). Especialista em Educação Física Escolar pela Universidade de Pernambuco - UPE (1995). Graduada em Licenciatura Plena em Educação Física e Técnico em Desporto pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (1992). Atualmente é professora da Escola Superior de Educação Física - ESEF da Universidade de Pernambuco - UPE, atuando como vice-coordenadora do Curso de Licenciatura. Pesquisa os temas: educação física escolar, dança e educação física, currículo, prática pedagógica e produção do conhecimento. Vice-coordenadora do Grupo de Estudos Etnográficos em Educação Física e Esporte - ETHNÓS. Professora da Pós-graduação - Especialização em Educação Física Escolar ESEF/UPE. Professora do Programa Associado de Pós-Graduação em Educação Física UPE/UFPB na linha Prática Pedagógica e Formação Profissional em Educação Física. Professora do Programa de Pós-graduação Mestrado Profissional em Educação Física UPE/UNESP. Membro do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte - CBCE.

Downloads

Publicado

2020-03-27

Como Citar

LIMA, I. T. G. de; BRASILEIRO, L. T. A CULTURA AFRO-BRASILEIRA E A EDUCAÇÃO FÍSICA: UM RETRATO DA PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO. Movimento, [S. l.], v. 26, p. e26022, 2020. DOI: 10.22456/1982-8918.93164. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/93164. Acesso em: 27 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais