NOS RASTROS DA FORMAÇÃO PROFISSIONAL: O PROJETO DE LEGITIMAÇÃO DA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE FLORIANÓPOLIS A PARTIR DO CURRÍCULO OFICIAL

Autores

  • Vanessa Bellani Lyra UFSC / UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.7532

Palavras-chave:

Capacitação Profissional. História. Educação Física, Currículo

Resumo

A lógica educacional da Escola Superior de Educação Física de Florianópolis (ESEF), criada no ano de 1973, previu a existência de dois currículos oficiais, um destinado aos homens e outro às mulheres. Baseados, sobretudo, nos estudos da Sociologia da Educação, o currículo oficial será aqui analisado sob a ótica de um elemento legitimador de disposições profissionais a serem adquiridas para a ocupação da posição profissional e social em questão. Assim, a arquitetura pedagógica da ESEF parece ter sido construída sobre pilares diferenciados e diferenciadores de identidades profissionais e sociais com base, sobretudo, em questões advindas das relações desiguais de gênero.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanessa Bellani Lyra, UFSC / UFRGS

Licenciada em Educação Física pela Universidade do Estado de Santa Catarina. Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina, na Linha de Pesquisa Educação, História e Políticas. Pesquisador-membro do Grupo de Estudos Ensino e Formação de Educadores em Santa Catarina, vinculado aos Programas de Pós-Graduação em Educação das instituições UDESC-UFSC. Pesquisador-membro do Núcleo de Estudos em História e Memória do Esporte, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano, da UFRGS.

Publicado

2009-10-01

Como Citar

LYRA, V. B. NOS RASTROS DA FORMAÇÃO PROFISSIONAL: O PROJETO DE LEGITIMAÇÃO DA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE FLORIANÓPOLIS A PARTIR DO CURRÍCULO OFICIAL. Movimento, [S. l.], v. 16, n. 1, p. 169–190, 2009. DOI: 10.22456/1982-8918.7532. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/7532. Acesso em: 27 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais