A EDUCAÇÃO FÍSICA E O TRABALHO EDUCATIVO INCLUSIVO

Anaís Suassuna Simões, Ana Rita Lorenzini, Rosangela Gavioli, Iraquitan de Oliveira Caminha, Marcílio Barbosa Mendonça de Souza Júnior, Marcelo Soares Tavares de Melo

Resumo


Analisamos o trabalho educativo nas aulas de Educação Física (EF), discutindo-o na sua relação com os propósitos da inclusão de estudantes com deficiência numa escola regular privada. No geral, alinhamos a investigação com a base teórica crítico-dialética e, nesta, o método da ascensão do abstrato ao concreto elaborado por Kosik (2011). Utilizamos o estudo de caso via estudo documental (o planejamento da professora, o Projeto Político Pedagógico e os perfis da turma) e de campo, tendo como sujeitos: a professora, a coordenadora, a psicóloga, a diretora e 21 estudantes. Concluímos, após doze aulas observadas, que houve aproximação com a EF Crítico-Superadora, mediante adequações no planejamento das aulas, das atividades e dos materiais utilizados, visando à apropriação dos estudantes sobre o conteúdo tratado. As análises dos documentos e entrevistas explicitaram que não houve restrição à participação dos estudantes com deficiência, revelando a concretização do trabalho inclusivo.

 


Palavras-chave


Inclusão educacional. Educação Física. Ensino fundamental.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.73009



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment