Janela de céu preferível: proposição de um parâmetro para controle da disponibilidade de luz natural no meio urbano

Solange Maria Leder, Fernando Oscar Ruttkay Pereira, Anderson Claro

Resumo


A iluminação natural em um ambiente interno é fortemente influenciada pelas condições de obstrução do entorno. Considerando essa premissa, a legislação urbana deve estabelecer limites de ocupação do solo e, conseqüentemente, de obstrução do céu, objetivando a garantia do direito à radiação solar e à luz natural. O presente trabalho visa ao desenvolvimento e proposição de um parâmetro de controle do direito à luz natural no meio urbano. A caracterização desse parâmetro compreende três aspectos principais: a) a contribuição de luz relativa de diferentes parcelas da abóbada celeste; b) o efeito redutor associado ao cosseno do ângulo de incidência; e c) o percentual de visibilidade da abóbada pelo ambiente interno. A consideração dessas três variáveis permitiu a caracterização do efetivo potencial de iluminação da abóbada celeste no ambiente interno e definiu o parâmetro de controle da luz natural no meio urbano, proposto neste trabalho e denominado de janela de céu preferível (JCP). A análise da luz natural em um ambiente interno e proveniente da JCP seguida pela comparação com a luz natural proveniente da área de céu remanescente confirmou a confiabilidade do referido parâmetro. O comportamento da iluminação natural foi simulado por método computacional. O parâmetro proposto apresenta grande possibilidade de utilização na legislação urbana, com o objetivo de garantir a disponibilidade de luz natural.

Palavras-chave


Luz natural; Iluminação natura; Sustentabilidade urbana

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: