O acionamento das lâmpadas e das persianas em função da percepção da iluminação na entrada da sala

Autores

Palavras-chave:

Iluminação artificial e natural, Percepção visual, Atitude do usuário, Imagens HDR,

Resumo

Este estudo trata sobre o acionamento da iluminação artificial e das persianas em função da percepção da iluminação do indivíduo/observador quando este se encontra na porta de entrada de uma sala. O objetivo do trabalho foi relacionar a percepção da iluminação, o acionamento das lâmpadas e das persianas. A metodologia consistiu na aquisição de dados experimentais por meio de imagem HDR e de questionários aplicados em 41 participantes. As variáveis analisadas foram a luminância média da janela (Lja) e os índices de ofuscamento DGP e DGI, pois elas estavam correlacionadas com a percepção da iluminação, o acionamento das lâmpadas e das persianas. O índice DGP se mostrou pouco sensível ao subestimar valores frente a situações evidentes de ofuscamento. Para o DGI, o intervalo definido para a situação de lâmpadas desligadas e persianas abertas foi entre 18,4 ± 1,0 e 23,8 ± 1,0, quando a percepção da iluminação da sala foi considerada “clara”. Para Lja, o intervalo para a situação de lâmpadas desligadas e de persianas abertas foi entre 1.636 ± 302 cd/m² a 4.981 ± 419 cd/m². Conclui-se que os intervalos podem servir de base para construção de modelos comportamentais a serem usados em simulações computacionais para estudar o consumo de energia elétrica nas edificações e para auxiliar o desenvolvimento de projetos de arquitetura visando o aproveitamento da luz natural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Americo Hiroyuki Hara, Universidade do Estado de Santa Catarina

Possui graduação em Arquitetura Urbanismo pela Universidade Federal de Viçosa (2002) e mestrado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Santa Catarina ­ PósArq/UFSC ­ (2006). Atualmente é professor da Universidade do Estado de Santa Catarina. Doutorando pelo PósArq/UFSC desde 2014. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Arquitetura e Urbanismo, atuando principalmente nos seguintes temas: arquitetura, arquitetura e urbanismo, arquitetura bioclimática, conforto ambiental e percepção ambiental.

Fernando Oscar Ruttkay Pereira, Universidade Federal de Santa Catarina: Florianopolis, SC, BR 1982-03-01 a 2016-08-01 | Voluntário (Departamento de Arquitetura e Urbanismo)

Professor Titular do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFSC. Formou-se em Engenharia Civil pela UFRGS em 1979. Obteve, pela mesma universidade, o título de Mestre em Engenharia em 1984. Desenvolveu seu programa de Doutorado no período de 1988 a 1992 na School of Architectural Studies, University of Sheffield, Inglaterra. Realizou Pós-Doutorado em 2012 na School of Civil and Building Engineering, University of Loughborough, Inglaterra. Ingressou na carreira universitária mediante concurso público (Auxiliar de Ensino) em 1982. Na mesma época recebeu Menção Honrosa no Prêmio Jovem Cientista-1982, CNPq - Conservação de Energia, com a monografia intitulada Energia Ambiental: Um Critério para Projeto de Edificações. Em 1994, obteve o 1o lugar no concurso público para o preenchimento da primeira vaga de Professor Titular do departamento, com a monografia: Uma Metodologia para Indicações de Ocupação do Ambiente Urbano: Controle da Obstrução do Sol e da Abóbada Celeste. Foi responsável pela criação do Laboratório de Conforto Ambiental, em 1987, com o apoio do MEC (Programa Nova Universidade) e autor da proposta de justificativa e implementação de laboratórios similares nas Escolas de Arquitetura do país (Comitê de Especialistas em Arquitetura e Urbanismo - MEC). Atualmente, participa em caráter permanente dos cursos de pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo (Mestrado e Doutorado) e Engenharia Civil (Doutorado) da UFSC, desenvolvendo a orientação de diversos mestrandos (39 já concluídos) e doutorandos (14 já concluídos). Já publicou mais de 230 artigos em eventos científicos nacionais e internacionais e foi co-autor do livro Eficiência Energética na Arquitetura, PROCEL, PW Editores Associados. Coordenou o Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo - PósARQ, da UFSC, no período de 2010 a 2011. Organizou e presidiu a 18th International Conference on Passive and Low Energy Architecture: Renewable Energy for a Sustainable Development of the Built Environment, nov/2001, Florianópolis/SC. Ocupou o cargo de Diretor (gestão 2002-2008) do PLEA: Passive and Low Energy Architecture Association, é membro da ANTAC - Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído, da IESNA - Illuminanting Engineering Society of North America, da ABEA: Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura, da CIE-Br Grupo de Iluminação Natural e é Editor Regional - América do Sul, do International Journal Management of Environmental Quality. É Pesquisador com Bolsa do CNPq desde 1996 e desenvolve pesquisas nas áreas - Insolação e Iluminação no Ambiente Urbano, Sistemas Inovativos de Iluminação Natural, Simulação da Iluminação e Eficiência Energética no Ambiente Construído e Ensino de Conforto Ambiental e Eficiência Energética em Escolas de Arquitetura. Coordena atualmente o Projeto Integrado de Pesquisa - CNPq: Apropriação da Luz Natural: Potencial para Economia de Energia, Aumento de Produtividade e Melhoria da Qualidade de Vida no Ambiente Construído, tendo prestado consultoria na área de avaliação das condições de iluminação natural para diversas empresas.

Downloads

Publicado

2020-10-07

Edição

Seção

Edição especial ENCAC

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

> >>