EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR EM TEMPOS DE DISTANCIAMENTO SOCIAL: PANORAMA, DESAFIOS E ENFRENTAMENTOS CURRICULARES

Roseli Belmonte Machado, Denise Grosso da Fonseca, Francine Muniz Medeiros, Nícolas Fernandes

Resumo


O ano de 2020 trouxe a Pandemia de COVID-19 atingindo o mundo. As medidas de contenção da propagação incluíram o distanciamento social, provocando, em meados de março de 2020, o fechamento das escolas. Isso ocasionou o deslocamento de aulas presenciais para remotas. A partir disso, objetivamos compreender o modo como a Educação Física, no Rio Grande do Sul, tem se posicionado no cenário das aulas remotas. Realizamos uma pesquisa de abordagem qualitativa com professores que atuam em escolas do Rio Grande do Sul e estão trabalhando com Educação Física pelo ensino remoto. O instrumento foi um questionário com 20 perguntas enviado por e-mail. Percebemos que a Educação Física acompanhou as atividades produzidas pelas escolas, mas, identificamos alterações na forma de condução e ressaltamos os desafios do trabalho dos docentes e os efeitos no currículo.


Palavras-chave


Educação Física. Pandemia. Escola. Currículo.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.106233

Direitos autorais 2020 Movimento (ESEFID/UFRGS)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment