O processo de socialização na construção da identidade dos bibliotecários em Santa Catarina

Autores

  • Daniela Spudeit UDESC
  • Miriam Vieira da Cunha UFSC

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245223.56-83

Palavras-chave:

Identidade Profissional. Socialização Profissional. Bibliotecário. Santa Catarina.

Resumo

Este estudo objetiva analisar o modelo de profissão construído pelos bibliotecários durante o processo de socialização; identificar as formas de inserção desse profissional no mundo do trabalho, o perfil e os motivos que os levaram à escolha da profissão para compreender como a socialização contribui na construção da identidade. A fundamentação teórica para o estudo foi baseada, principalmente, em Hughes (1958), Dubar (2005), Berger e Luckman (2009). Os resultados evidenciaram que o interesse pela profissão foi despertado pelas aptidões, pelo gosto da leitura e pela influência que esses profissionais tiveram de familiares e de amigos que conheciam a profissão. Demonstram que a identidade foi construída por meio das relações pessoais, profissionais e no ambiente de trabalho, o que facilitou a sua inserção profissional. Em relação ao modelo profissional, a pesquisa mostrou que os bibliotecários passam por várias fases, como a imersão na cultura profissional, o choque de realidade entre o modelo ideal e o real para, em seguida, reconstruir seu modelo com base na imagem idealizada e na imagem real de profissão. Conclui-se que a identidade profissional está sempre se construindo, de acordo com as vivências e experiências do meio em que esse profissional está inserido e das mudanças no mundo profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniela Spudeit, UDESC

Professora no Curso de Biblioteconomia e na Pós-Graduação em Gestão da Informação da UDESC. Mestre em Ciência da Informação pela UFSC. Especialista em Didática do Ensino Superior pelo SENAC, Especialista em Gestão de Unidades de Informação pela UDESC, bacharelado em Biblioteconomia pela UFSC, licenciatura em Pedagogia pela UDESC.

Miriam Vieira da Cunha, UFSC

Professora no Departamento de Ciência da Informação na UFSC. Possui pós-doutorado na Universidad Carlos III de Madrid, tem graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, mestrado em Informação Científica na École des Hautes Etudes en Sciences Sociales, Paris, França, e doutorado em Informação científica e técnica no Conservatoire National des Arts et Metiers, Paris, França.

Downloads

Publicado

2016-09-29

Como Citar

SPUDEIT, D.; CUNHA, M. V. da. O processo de socialização na construção da identidade dos bibliotecários em Santa Catarina. Em Questão, Porto Alegre, v. 22, n. 3, p. 56–83, 2016. DOI: 10.19132/1808-5245223.56-83. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/63691. Acesso em: 26 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos