O texto cultural Minhocão: semiose e política

Autores

  • Regiane Miranda de Oliveira Nakagawa Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas (Cecult) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

DOI:

https://doi.org/10.19132/1807-8583201637.276-291

Palavras-chave:

Cidade. Explosão. Processo gradual. Política. Polícia.

Resumo

O objetivo deste trabalho é pontuar a semiose característica do Elevado Costa e Silva, mais conhecido como Minhocão, localizado na cidade de São Paulo. Para tal, ele será explorado na sua condição de texto cultural, em conformidade com os postulados propostos pelos semioticistas da Escola de Tártu-Moscou. Segundo nossa hipótese central, a correlação entre diferentes temporalidades naquele espaço, caracterizadas pelo processo gradual e pela explosão, o torna um texto cultural semioticamente heterogêneo, no qual se observa a ação de duas forças contrárias, cujo caráter tensivo e antitético explicita o viés político dos distintos usos feitos da via. Por conseguinte, ampliam-se os sentidos que o Elevado é capaz de produzir na cultura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-12-21

Como Citar

Nakagawa, R. M. de O. “O Texto Cultural Minhocão: Semiose E política”. Intexto, nº 37, dezembro de 2016, p. 276-91, doi:10.19132/1807-8583201637.276-291.

Edição

Seção

Artigos