Projetos de Letramento no Ensino Médio: novas perspectivas e desafios

Autores

  • Karoliny Correia Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis/SC

Palavras-chave:

Língua Materna. Práticas de Letramento. Projetos de Letramento.

Resumo

Este artigo discute as implicações das novas perspectivas do ensino e aprendizagem de língua materna, em especial o trabalho centrado em projetos que tomam a prática social e as demandas dos sujeitos como ponto de partida para as ações metodológicas, e se volta para a análise de um projeto de letramento realizado no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) do curso de Letras Português da UFSC, que se deu por meio de uma pesquisa-ação (Thiollent, 2008) em uma turma de terceiro ano do Ensino Médio de uma escola pública. As conclusões levam a crer que a falta de engajamento dos alunos pode ter se dado em função da distinção entre práticas de letramento escolares e familiares, demandando ressignificações metodológicas na formulação de projetos de letramento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karoliny Correia, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis/SC

Karoliny Correia é graduada em Letras - Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa e mestra em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atualmente é doutoranda do Programa de Pós-graduação em Linguística da UFSC e professora efetiva de Língua Portuguesa no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IF-SC).

Publicado

2015-12-30

Como Citar

Correia, K. (2015). Projetos de Letramento no Ensino Médio: novas perspectivas e desafios. Educação &Amp; Realidade, 41(1). Recuperado de https://seer.ufrgs.br/index.php/educacaoerealidade/article/view/53625

Edição

Seção

Ensino Médio e Juventudes