A Clínica Fonoaudiológica Bilíngue e a Escola de Surdos na Identificação da Língua de Sinais Atípica

Autores

  • Felipe Venâncio Barbosa Universidade de São Paulo (USP), São Paulo/SP

Palavras-chave:

Língua de Sinais. Distúrbio de Linguagem. Aquisição. Educação. Linguística.

Resumo

A língua de sinais atípica é a expressão de uma disfunção de ordem linguística que se manifesta no processamento da linguagem dos surdos, podendo comprometer a compreensão e/ou a produção da língua de sinais. O objetivo deste trabalho é apresentar a descrição de um caso de parceria entre um serviço fonoaudiológico bilíngue e escolas para surdos da cidade de São Paulo na identificação e encaminhamentos iniciais de casos de língua de sinais atípica. Para este estudo foram registrados os procedimentos de contato e interação entre os profissionais de um serviço fonoaudiológico bilíngue e das escolas de surdos. São descritos e analisados os fluxos de encaminhamentos iniciais realizados para o serviço de saúde. Foram realizados 53 encaminhamentos para triagem e, desses encaminhamentos, 15 alunos falharam na triagem fonoaudiológica e passaram por avaliação de linguagem baseada na língua de sinais brasileira. Após a conclusão da avaliação, os alunos surdos com diagnóstico de quadro de língua de sinais atípica foram encaminhados para terapia fonoaudiológica baseada na língua de sinais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Venâncio Barbosa, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo/SP

Felipe Venâncio Barbosa é fonoaudiólogo e professor doutor do Departamento de Linguística da Universidade de São Paulo. É o coordenador do Grupo de Estudos em Língua de Sinais e Cognição (LiSCo). Tem interesse nos estudos dos seguintes temas: línguas de sinais, processamento cognitivo e distúrbios de linguagem.

Publicado

2016-06-30

Como Citar

Barbosa, F. V. (2016). A Clínica Fonoaudiológica Bilíngue e a Escola de Surdos na Identificação da Língua de Sinais Atípica. Educação &Amp; Realidade, 41(3). Recuperado de https://seer.ufrgs.br/index.php/educacaoerealidade/article/view/61121

Edição

Seção

Educação de Surdos