Qualificação da iluminação natural em interiores: aplicação das redes neurais artificiais e 3DSkyView

Autores

  • Paula Roberta Pizarro Universidade Estadual de Campinas
  • Lea Cristina Lucas de Souza Universidade Estadual Paulista

Palavras-chave:

Redes Neurais Artificiais, Conforto luminoso, Luz natural, Escolas, FVC

Resumo

O conforto ambiental em arquitetura de escolas públicas não é considerado sistematicamente requisito de projeto, sendo um dos obstáculos a impossibilidade de maximizar todas as variáveis do conforto simultaneamente. Este artigo analisa o nível de iluminância de sala de aula, definindo a importância e as relações entre as variáveis do conforto luminoso. O método de pesquisa consiste em uma análise através da observação comportamental e medições dos níveis de iluminância no ambiente. Faz-se uso de duas ferramentas metodológicas: a extensão 3DSkyView, como forma de obter a variável Fator de Visão do Céu (fator de forma), e as Redes Neurais Artificiais, como ferramenta de modelagem das relações entre as variáveis levantadas. Os resultados mostraram que os estudantes estão habituados a realizar tarefas com valores de iluminância baixos ou altos demais. A variável fator de visão do céu (FVC) apresentou os maiores valores de importância para o conforto visual, sendo 21% para o mês de maio e 37,1% para o mês de novembro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-04-28