Estudo experimental do efeito do ruído de miniventiladores em salas de estudos coletivas

Autores

  • Bruna Soares Alencar UFSC
  • Erasmo Felipe Vergara

Palavras-chave:

Salas de estudos coletivas, Ruído de ventilador, Inteligibilidade da fala, Conforto acústico.

Resumo

Salas de estudos são ambientes coletivos do tipo panorâmico, os quais possuem diversas estações de trabalho separadas ou não por divisórias. Neste trabalho, são analisadas a interferência na inteligibilidade da fala e as condições de conforto acústico em salas de estudos coletivas devido ao ruído produzido por miniventiladores de mesa (de plástico e metal) e ar-condicionado (split e de janela). Seis salas de estudos coletivas foram avaliadas em 11 configurações, variando o uso do equipamento de resfriamento, por meio das curvas de ruído NC e RC Mark II, tempo de reverberação (TR), tempo de decaimento inicial (EDT), índice de transmissão da fala (STI) e definição (D50). Os resultados da curva de ruído demonstram que todas as situações analisadas com os miniventiladores atendem a NC40 (45 dB) para escritórios coletivos, o que não ocorreu com o uso dos aparelhos de ar-condicionado. Todas as configurações consideradas com os equipamentos de resfriamento apresentaram curva RC Mark II com característica de chiado (espectro desbalanceado em alta frequência). Além disso, observa-se que as condições físicas das salas, destacando-se a pouca área de absorção sonora, geram valores de parâmetros acústicos considerados impróprios para atividades de estudos coletivas, sendo as salas com maior volume os piores resultados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-11-15

Edição

Seção

Artigos