Padrões emergentes na construção civil

a padronização baseada na improvisação

Autores

  • Rodrigo José Paiva Cruz Universidade Estadual de Londrina
  • Fernanda Aranha Saffaro
  • Elvira Maria Vieira Lantelme IMED

Palavras-chave:

variabilidade, padronização, padrões emergentes

Resumo

A padronização é um princípio da gestão com vistas à redução da variabilidade no processo de produção por meio de um conjunto de regras que determinam de que maneira uma tarefa deve ser executada. No entanto, há uma convergência para a ideia de que parcelas do trabalho, não previstas nos padrões formais, emergem mediante adaptações realizadas pelos próprios operadores e são boas soluções ante os propósitos da padronização. O objetivo deste artigo é entender a natureza dessas parcelas do trabalho na construção civil e categorizá-las por meio de constructos que representem sua taxonomia. Com base na abordagem do Design Science Research, foram realizados: um estudo exploratório em uma empresa de montagem e instalação de móveis planejados, um estudo empírico (EE1) na atividade de assentamento de pisos e azulejos, e um estudo de avaliação (EE2) na montagem de formas de pilar. O estudo exploratório propiciou a caracterização inicial dessas parcelas do trabalho. No EE1, identificou-se os constructos que explicam a natureza e a taxonomia dessas parcelas do trabalho, denominadas padrões emergentes (PE). Os constructos identificados foram facilitação da ação e precaução, com seus desdobramentos, demonstrando a variedade de situações em que os PE podem ser identificados. Por fim, no EE2,  foram validados os resultados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-09-12

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

> >>