Proposta de método de projeto baseado no desempenho para edifícios energeticamente eficientes

Autores

  • Lucas Martinez da Costa Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
  • Cristina Engel de Alvarez Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
  • Jarryer Andrade de Martino Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Palavras-chave:

Engenharia Civil, Ambiente Construído, Construção Civil

Resumo

O desenvolvimento da tecnologia digital nas últimas décadas possibilitou o surgimento de novos métodos e técnicas para a elaboração de projetos com ênfase na busca da eficiência energética. O intuito deste trabalho foi propor um método de projeto baseado no desempenho com o objetivo de associar a modelagem paramétrica, otimização baseada em simulação, avaliação e classificação da eficiência energética para edifícios de escritório. Para isso foram utilizados os programas Rhinoceros/Grasshopper, Opossum e Honeybee, respectivamente. Os modelos de projetos digitais elaborados por Oxman (2006) foram empregados como referência para estruturar os experimentos dos estudos de caso representados em edifícios localizados em Vitória, ES. Os parâmetros da Instrução Normativa INMETRO para a Classe de Eficiência Energética de Edificações Comerciais, de Serviço e Públicas (INI-C) balizaram as avaliações. Como resultado do método, obteve-se uma melhoria de 31% no consumo total de energia primária e uma redução de 54% na demanda por refrigeração nos edifícios. A estimativa de influência demonstrou os impactos significativos na alteração do tipo de vidro, no percentual de abertura da fachada e na configuração dos sombreadores. Apesar das particularidades, verificou-se o potencial de aplicação do método no estágio inicial de desenvolvimento de projetos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Martinez da Costa, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Espírito Santo (2018) e mestrado em Engenharia Civil pela mesma universidade (2020).

Cristina Engel de Alvarez, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1987), mestrado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (1996) e doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (2003). Atualmente é coord. do gt de desenvolvimento sustentável da Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído, colaboradora - Universidad de Oviedo, professor associado iii da Universidade Federal do Espírito Santo e co-guia no curso de doutorado em arquitetura - Universidad del Bío-Bio. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo, atuando principalmente nos seguintes temas: sustentabilidade, conforto, antartica, meio ambiente e locais remotos.

Jarryer Andrade de Martino, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Graduado em Arquitetura e Urbanismo pelo Centro Universitário Moura Lacerda (1998), especialista em Design de Multimídia pela Universidade AnhembiMorumbi (2000) , mestre pelo programa de Pós-Graduação em Desenho Industrial - linha de pesquisa Planejamento de Produto - UNESP (2007) e doutor pelo Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Engenharia, Arquitetura e Construção da UNICAMP (2015), na área de concentração Arquitetura, Tecnologia e Cidade - linha de pesquisa Metodologia e Teoria de Projeto e da Cidade, possui pesquisas relacionadas à utilização de tecnologias no processo de projeto, modelagem paramétrica, sistemas generativos de projeto, projetos bio-inspirados e fabricação digital. Atualmente é professor e pesquisador na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES).

Downloads

Publicado

2021-03-12

Edição

Seção

Artigos