ABORDAGENS DO BRINCAR EM CURSOS DE GRADUAÇÃO NA ÁREA DA SAÚDE: EDUCAÇÃO FÍSICA, FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL

Autores

  • Marcos Pinheiro Núcleo de Formação Docente e Biociências/Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix. ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA: Marcos Filipe Guimarães Pinheiro Rua Deputado Feliciano Pena, 70, ap 203A. Bairro Santa Amélia, Belo Horizonte/MG – Brasil. CEP. 31.560-110 E-mail: marcosfgpinheiro@gmail.com Telefones para contato: (31) 25236260 – (31) 86184229 – (31) 92910091
  • Christianne Gomes Departamento de educação Física/Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional/Mestrado em Lazer/Universidade Federal de Minas Gerais. ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA: Christianne Luce Gomes Rua Conceição do Mato Dentro 250/302-B. Bairro Ouro Preto, Belo Horizonte/MG. CEP. 31.310-240. E-mail: chris@ufmg.br Telefones para contato: (31) 34092358 – (31) 93311709

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.55774

Palavras-chave:

Jogos e brinquedos. Educação Física. Fisioterapia. Terapia Ocupacional.

Resumo

Esta pesquisa teve como objetivo compreender de que maneira o brincar é abordado nos cursos de graduação em Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional da UFMG. Foram realizadas pesquisas bibliográfica e documental. Para a Educação Física, o brincar é observado como linguagem humana e a partir de suas contribuições para a formação humana e para o aprendizado e treinamento de modalidades esportivas. Já na Fisioterapia há um viés terapêutico, voltado para reabilitação, em que o brincar é tratado como ferramenta utilizada em alguns momentos do tratamento fisioterápico. A Terapia Ocupacional considera o brincar como atividade, ocupação humana, além de meio médico/terapêutico.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2016-01-29

Como Citar

PINHEIRO, M.; GOMES, C. ABORDAGENS DO BRINCAR EM CURSOS DE GRADUAÇÃO NA ÁREA DA SAÚDE: EDUCAÇÃO FÍSICA, FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL. Movimento, [S. l.], v. 22, n. 2, p. 555–566, 2016. DOI: 10.22456/1982-8918.55774. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/55774. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais