TRANSFORMAÇÕES CONTEMPORÂNEAS DO CAMPO ACADÊMICO-CIENTÍFICO DA EDUCAÇÃO FÍSICA NO BRASIL: NOVOS HABITUS, MODUS OPERANDI E OBJETOS DE DISPUTA

Ari Lazzarotti Filho, Ana Márcia Silva, Fernando Mascarenhas

Resumo


O campo da Educação Física no Brasil é relativamente recente no processo de incorporação sistemática da prática científica em seu cotidiano. Na primeira década do século XXI, ele se expande, se diversifica e se dinamiza, consolidando-se como campo acadêmico-científico com maior autonomia. Tal processo é amplo e complexo, demarcando um espaço social e forjando um habitus próprio, com a luta entre agentes e instituições em torno de capital específico e de novos objetos em disputa. Esse ensaio busca analisar esse movimento a partir do referencial teórico de Bourdieu. O poder instituído no campo e as lutas dos agentes para mantê-lo ou modificá-lo expressam-se na disputa pela construção dos conceitos e de suas representações na constituição de dois modus operandi, os quais representam uma forma de ver o próprio campo e a sua disputa para legitimá-lo, assim como na formação das novas gerações de agentes, estruturando formas de vê-lo. Neste contexto, observa-se que o modus operandi que tem impulsionado o desenvolvimento acadêmico-científico da Educação Física tem implicado no seu relativo afastamento dos debates pedagógicos.


Palavras-chave


Campo Acadêmico-Científico.Educação Física. Pierre Bourdieu.



DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.48280



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment