RASURAS DISCIPLINARES E AMPUTAÇÃO DE FAZERES

José Damico

Resumo


O ensaio faz uma reflexão sobre algumas possibilidades de educadores físicos atuarem no campo da saúde coletiva a partir da lógica da integralidade na saúde. Procura colocar em tensão alguns pontos centrais na lógica hegemônica dos discursos voltados à atividade física e à saúde na área de educação física. Sugere que a superação desse quadro demanda uma cirurgia de amputação do saber disciplinar que estabelece relações sujeito-objeto para que possamos desmedicalizar a demanda e escutar a subjetividade que está na queixa dos indivíduos.


Palavras-chave


Educação Física. Saúde Coletiva. Integralidade e Escuta.

Texto completo:

PDF-BR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.21527

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio