O DIVERTIMENTO IMPORTADO: UMA COLONIZAÇÃO CULTURAL NO SERTÃO NORTE-MINEIRO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.109194

Palavras-chave:

Atividades de Lazer. História do Século XX. Esportes. Trabalho

Resumo

Este estudo objetivou analisar o desenvolvimento de aspectos modernos na cidade de Montes Claros, na primeira metade do século XX, localizada no Norte do estado de Minas Gerais, e problematizou as tensões sociais existentes entre a aquisição de novos hábitos e as antigas tradições locais. Foram buscadas informações na imprensa jornalística da época, a partir do periódico Gazeta do Norte, o jornal de maior circulação da cidade de Montes Claros no período de 1918 a 1962. Identificou-se que, no sertão do Brasil do século XX, as diversões se constituíram em meio a tensões entre a tradição e o moderno. Para além disto, o tempo e o espaço locais estabeleceram relações com a formação do binômio trabalho e divertimento em Montes Claros. O advento da modernidade permitiu a apropriação, não sem resistências e tensões, de um conjunto de valores e práticas que se distinguiam das vigentes no ordenamento social até então.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rogério Othon Teixeira Alves, Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes)

Graduado em Educação Física pela Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes (2000), mestre (2013) e doutor (2019) em Estudos do Lazer pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG. Professor do Departamento de Educação Física e do Desporto da Unimontes, vinculado à área de Contextualização da Educação Física. Coordenador do LUDENS (Laboratório de Estudo, Pesquisa e Extensão do Lazer) da Unimontes.

Georgino Jorge de Souza Neto, Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes)

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Federal de Viçosa (1996). Atualmente é professor- Universidade Estadual de Montes Claros. É especialista em Psicopedagogia, Mestre e Doutor em Estudos do Lazer pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Tem experiência na área de Educação, Educação Física, Lazer e Estudos do Futebol. Membro do Grupo de Estudos Sobre Futebol e Torcidas/GEFuT-UFMG. Membro do Laboratório de Estudo, Pesquisa e Extensão do Lazer/LUDENS-UNIMONTES. Membro do Observatório do Futebol e do Torcer/UNIMONTES.

Ester Liberato Pereira, Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes)

Professora efetiva do Departamento de Educação Física e do Desporto (DEFD) da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), Professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em História (PPGH) da Unimontes e editora-chefe do periódico Caminhos da História - Revista do PPGH da Unimontes. Doutorado em Ciências do Movimento Humano pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano (PPGCMH) na Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança (ESEFID) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), na linha de pesquisa Representações Sociais do Movimento Humano. Mestrado em Ciências do Movimento Humano pelo PPGCMH/UFRGS. Especialização em Equoterapia pela Universidade Tuiuti do Paraná (UTP). Licenciatura plena em Educação Física pela ESEFID/UFRGS. Intercâmbios na Faculdade de Desporto (FADEUP) da Universidade do Porto (UP) (Portugal) e na Facultad de Educación Física (FACDEF) da Universidad Nacional de Tucumán (UNT) (Argentina). Líder do Grupo de Estudos em História do Esporte e da Educação Física (GEHEF), certificado pelo CNPq. Idealizadora e coordenadora do Centro de Memória do Esporte (CEMESP) da Unimontes. Atualmente, responde pela Assessoria de Projetos Especiais da Pró-Reitoria de Ensino da Unimontes. Desenvolve atividades com os seguintes temas: Educação Física, com ênfase em História do Esporte e da Educação Física; Memória esportiva; Mulheres; Introdução à Educação Física; Campo Profissional da Educação Física; Estudos Socioculturais do Lazer e do Esporte; Esporte para pessoas com deficiência; Esporte Adaptado; Esporte Paralímpico; Práticas Equestres (Hipismo) e Equoterapia. Foi amazona de hipismo (modalidade salto) no período de 1996 a 2015 e Campeã Brasileira por Equipes da categoria 0,90m em 2015. Membro da Associação Nacional de História (Anpuh). Foi integrante da equipe de Equoterapia do Centro de Equoterapia Cavalo Amigo por três anos (2010-2013). É membro do Núcleo de Estudos em História do Esporte e da Educação Física (NEHME) da ESEF/UFRGS e do Grupo de Estudos e Pesquisas em Neurociência, Exercício, Saúde e Esporte (GENESEs), do DEFD da Unimontes. Também é Membro Pesquisador junto à Academia Paralímpica Brasileira (APB). É associada ao Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte (CBCE). É Membro da Academia Olímpica Brasileira. Ainda é Membro da International Society for the History of Physical Education and Sport (ISHPES). Participou do 21st International Seminar on Olympic Studies for Postgraduate Students of the International Olympic Academy, ocorrido em Olímpia - Grécia.

Downloads

Publicado

2021-04-15

Como Citar

ALVES, R. O. T.; SOUZA NETO, G. J. de; PEREIRA, E. L. O DIVERTIMENTO IMPORTADO: UMA COLONIZAÇÃO CULTURAL NO SERTÃO NORTE-MINEIRO. Movimento, [S. l.], v. 27, p. e27025, 2021. DOI: 10.22456/1982-8918.109194. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/109194. Acesso em: 8 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais