Gestão do Conhecimento aplicado aos desastres naturais: o caso da Defesa Civil

Autores

  • Érico Soriano UFSCar
  • Wanda Machado Aparecida Hoffmann UFSCar
  • Camila de Araujo Professora na Faculdade de Gestão e Negócios (FAGEN), da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Bacharel em Sistemas de Informação pela Unesp (Bauru), mestre e doutora em Engenharia de Produção pela Escola de Engenharia de São Carlos (EESC-USP), com período de mobilidade na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Co-autora do livro "Gerenciamento Ágil de Projetos: aplicação em produtos inovadores" (Saraiva, 2011), juntamente com Prof. Dr. Daniel Capaldo Amaral, Dr. Edivandro Carlos Conforto e Dr. João Luís Guilherme Benassi. Experiência em Processo e Projetos de Desenvolvimento de Novos Produtos, Gerenciamento de Projetos - tradicional e ágil, Softwares para Gerenciamento de Projetos, Desenvolvimento e avaliação de interfaces para ferramentas de gerenciamento de projetos e desenvolvimento de produtos, com foco em Design de Interação.

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245233.207-227

Palavras-chave:

Gestão do conhecimento. Desastres naturais. Defesa Civil.

Resumo

Os Órgãos de Proteção e Defesa Civil no Brasil possuem profissionais competentes para trabalhar na gestão dos riscos de desastres naturais no país, uma vez que atuam diretamente nas áreas de risco e com os grupos populacionais vulneráveis a estes processos. Neste sentido, o conhecimento tácito e explícito desses profissionais é de grande importância para a prevenção e, principalmente, para as operações realizadas no enfrentamento do desastre e de outros momentos de crise. Porém, esse conhecimento é muitas vezes perdido em função da fragilidade institucional da Defesa Civil, especialmente em seu nível local. Desta forma, buscou-se fazer uma relação teórica sobre a aplicabilidade dos conceitos da Gestão do Conhecimento nos Órgãos de Defesa Civil, de forma a gerar conhecimentos para a melhoria no atendimento às ações de desastres naturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Érico Soriano, UFSCar

Possui graduação em Geografia (licenciatura e bacharelado) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho-UNESP (2004), mestrado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho-UNESP (2007), e doutorado em Ciências pela Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo EESC-USP(2012), com período de mobilidade no Departamento de Geografia da Universidade do Porto (Portugal), com investigação em Cimatologia Aplicada, Riscos Naturais e Ordenamento do Território. Foi pesquisador do Núcleo de Estudos e Pesquisas Sociais em Desastres (NEPED/UFSCar) de 2008 a 2011, e trabalhou como Analista de Pesquisa em Desastres Naturais no Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN), vinculado ao Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), de janeiro de 2012 a janeiro de 2014. Atualmente é Pós-doutorando na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), pesquisador do grupo de pesquisa Núcleo de Informação em Ciência, Tecnologia, Inovação e Sociedade, da Universidade Federal de São Carlos, e pesquisador do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Efeitos e Riscos nos Grandes Empreendimentos da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Atua especialmente em temas como vulnerabilidade a desastres naturais, eventos climáticos extremos, percepção e comunicação dos riscos.

Wanda Machado Aparecida Hoffmann, UFSCar

Professora Associada da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), vinculada ao Departamento de Ciência da Informação. Reitora da UFSCar. Professora Permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade e Professora Colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais da UFSCar. Pesquisadora do Núcleo de Informação em Ciência, Tecnologia, Inovação e Sociedade, e do Núcleo de Informação Tecnológica em Materiais da UFSCar. Membro do Conselho de Inovação Tecnológica da UFSCar. Atuação em Ciência da Informação, Gestão da informação e do Conhecimento, Gestão de Unidades de Informação, Prospecção e Monitoramento Tecnológico, Inteligência Competitiva, Desenvolvimento Tecnológico, Arranjos Produtivos Locais, Informação em Tecnologias Industriais Básicas. Ministra disciplinas na UFSCar nos cursos de Graduação de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Ciência da computação e Sistemas de Informação. Possui Graduação em Engenharia Metalúrgica pela Escola de Minas (1985) na Universidade Federal de Ouro Preto (MG), Mestrado em Engenharia dos Materiais (1992) na UFSCar e Doutorado em Ciência e Engenharia dos Materiais (1995) na UFSCar. Pós-Doutorado em conformação a quente (1997) na UFSCar. Pós-Doutorado em prospecção de informação tecnológica (2001) na UFSCar.

Downloads

Publicado

2017-08-21

Como Citar

SORIANO, Érico; HOFFMANN, W. M. A.; ARAUJO, C. de. Gestão do Conhecimento aplicado aos desastres naturais: o caso da Defesa Civil. Em Questão, Porto Alegre, v. 23, n. 3, p. 207–227, 2017. DOI: 10.19132/1808-5245233.207-227. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/70369. Acesso em: 5 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos