As Delinquências do Imperador: os percursos urbanos do jogador Adriano em tempos de “pacificação” do Rio de Janeiro

Autores

  • Kleber Santos de Mendonça Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM/UFF)

Palavras-chave:

Cidade. Violência urbana. Jornalismo impresso. Comunicação e discurso. Pacificação.

Resumo

A partir de textos publicados pelos jornais O Globo e Extra sobre o jogador de futebol Adriano, o presente artigo se dedica a mapear a relação entre discursos jornalísticos sobre a cidade, a percepção da violência nesses espaços e as possibilidades de emergência de outros percursos neste cenário. Trata-se de uma proposta de olhar analítico que permita pensar o papel dos discursos midiáticos nas várias formas como os sujeitos constroem suas apreensões simbólicas acerca da cidade. Para tanto, recorremos, entre outras, às perspectivas teóricas de Jeudy (2005), Sarlo (2009) e Certeau (1990) - acerca das relações entre discurso e espacialidade - e evidenciamos de que forma a confusa e polêmica trajetória do jogador de futebol Adriano em aglomerados de exclusão (HAESBAERT, 2004) do Rio de Janeiro revela, também, o papel simbólico que a instância jornalística desempenha neste momento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kleber Santos de Mendonça, Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM/UFF)

É professor adjunto do Departamento de Estudos Culturais e Mídia e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM) da Universidade Federal Fluminense (UFF). Doutor em Comunicação pela mesma universidade (2007), é autor do livro A punição pela Audiência (Quartet/Faperj, 2002). Jornalista de formação, desenvolve pesquisas na área de Comunicação, com ênfase em filosofia política, geografia da comunicação, imagem e sentido, análise de discurso e estudos sobre o espaço informativo do jornalismo e sua interface com a questão da violência urbana.

Downloads

Publicado

2012-07-30

Como Citar

MENDONÇA, K. S. de. As Delinquências do Imperador: os percursos urbanos do jogador Adriano em tempos de “pacificação” do Rio de Janeiro. Em Questão, Porto Alegre, v. 18, n. 1, p. 213–228, 2012. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/26854. Acesso em: 30 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos