Campo de turismo no Brasil (1990-2018)

panorama e trajetória das citações, rankings de autores, instituições e países e modelo de impacto estimado

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245283.117073

Palavras-chave:

Turismo e ciência da informação, Produção científica, Impacto, Periódicos, Bibliometria

Resumo

Trabalha-se com o campo de turismo no Brasil (1990-2018), tomado como os 3.887 artigos de 16 periódicos. Há os seguintes objetivos principais: a) apresentar o panorama das citações do campo; b) avaliar a distribuição temporal das citações (trajetória); c) construir rankings de autores, instituições e países, traçando o perfil dos elementos no topo; e d) construir um modelo de determinação de atributos para o número estimado de citações de um artigo. A metodologia de pesquisa baseia-se na bibliometria e na construção e aplicação de um modelo de regressão linear com variáveis explicativas. Os 3.887 artigos têm 10.882 citações reais (citações nominais subtraídas de autocitações, erros e redundâncias), com média de 2,80 e mediana igual a um. Destaca-se o elevado número de artigos sem nenhuma citação (42,14%), assim como a concentração das citações em reduzido conjunto de artigos. Desde 2010, tem havido contínuo e expressivo crescimento das citações, as quais são feitas, crescentemente, por artigos de periódico. No ranking de autores, predominam docentes credenciados em programas de pós-graduação stricto sensu no Brasil. Para as instituições, é marcante a liderança da Universidade de São Paulo. O modelo mostrou que o atributo mais importante para a determinação do número de citações é o ano de publicação do artigo, por mais que existam outros atributos relevantes. Apesar de apresentar, ainda, baixo impacto, estando este concentrado em reduzido número de artigos, o crescimento das citações, nos últimos anos, é auspicioso para o campo de turismo no Brasil, inclusive aquelas feitas por artigos de periódico de outros campos, disciplinas e ciências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andre Fontan Kohler, Universidade de São Paulo

Professor Doutor da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, vinculado ao Curso de Bacharelado em Lazer e Turismo e credenciado no Programa de Pós-Graduação em Estudos Culturais e no Programa de Pós-Graduação em Gestão de Políticas Públicas.

Luciano Antonio Digiampietri, Universidade de São Paulo

Professor Associado da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, vinculado ao Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação e credenciado no Programa de Pós-Graduação em Sistemas de Informação.

Downloads

Publicado

2022-08-04

Como Citar

KOHLER, A. F.; DIGIAMPIETRI, L. A. Campo de turismo no Brasil (1990-2018): panorama e trajetória das citações, rankings de autores, instituições e países e modelo de impacto estimado. Em Questão, Porto Alegre, v. 28, n. 3, p. 117073, 2022. DOI: 10.19132/1808-5245283.117073. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/117073. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)