Alterações de custo e prazo em obras públicas

Autores

  • Felipe Campos Alvarenga Universidade Federal do Pará
  • Luiz Maurício Furtado Maués Universidade Federal do Pará
  • Paulo Cerqueira dos Santos Júnior Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Alcebíades Negrão Macedo Universidade Federal do Pará

Palavras-chave:

Obras Públicas. Construção Civil. Custo. Prazo. Análise de Variância.

Resumo

Os investimentos em educação realizados pelo Governo Federal entre os anos de 2004 e 2014 chegaram a expressivos valores de 94,2 bilhões de reais, dos quais quase 7 bilhões de reais foram para as obras em instituições federais de ensino superior. Cabe ressaltar que, nesse setor, existe com frequência a ocorrência de aditivos de prazo e de custo, considerados grandes problemas na execução dessas obras. Do montante investido, cerca de 637 milhões representaram aditivos de custo, o que demostra o problema a ser enfrentado nessa área. Os dados deste trabalho englobam 2.178 obras divididas nas cinco regiões do país. Técnicas estatísticas, como a Análise de Variância de Kruskall-Wallis e o Teste U de Mann-Whitney, foram utilizadas para a análise e a inferência dos dados. Os principais fatores que levaram à celebração de aditivos foram as inclusões e/ou modificações de projetos e os acréscimos de serviços. Constatou-se que 69,05% das obras do setor não cumpriram o prazo e que 61,89% não terminam com o custo previsto. Nesse sentido, o estudo contribui para a avaliação das obras do setor público educacional em âmbito nacional, permitindo que as informações geradas sirvam para uma gestão mais eficiente nesse subsetor da construção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Campos Alvarenga, Universidade Federal do Pará

Engenheiro Civil na Prefeitura do Campus Universitário de Belém da Universidade Federal do Pará.

Luiz Maurício Furtado Maués, Universidade Federal do Pará

Professor Associado II da UFPA, Doutor em Engenharia Civil UFPA, Mestre em engenharia da Produção UFSC. Atua na área de qualidade, ISO 9001, gestão da produção, gestão de processos, lean construction, planejamento e orçamento de obras.

Paulo Cerqueira dos Santos Júnior, Universidade Federal Rural da Amazônia

Bacharel em Estatística pela Universidade Federal do Pará (UFPA), mestre e doutor em estatística pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), como bolsista CAPES-REUNI. Atualmente é professor adjunto pela Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA). Tem experiência na área de Probabilidade e Estatística, com ênfase em Análise de Dados. Atualmente trabalhando com os seguintes temas: O uso de métodos estatísticos em dados florestais; Acompanhamento e modelagem em dados com pacientes chagásicos (pesquisa clínica) e em modelos Bayesianos de regressão para dados de sobrevivência.

Alcebíades Negrão Macedo, Universidade Federal do Pará

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Pará - UFPA (1994), mestrado em Engenharia de Estruturas pela Escola de Engenharia de São Carlos Universidade de São Paulo - EESC/USP (1996) e doutorado em Engenharia de Estruturas pela Escola de Engenharia de São Carlos Universidade de São Paulo - EESC/USP (2000). Atualmente é professor Titular da Faculdade de Engenharia Civil do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará FEC/ITEC/UFPA. Tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Estruturas, atuando principalmente nos seguintes temas: madeira laminada colada, cimento-madeira, madeira, estruturas de concreto, alvenaria estrutural e aproveitamento de resíduos.

Downloads

Publicado

2020-12-14

Edição

Seção

Artigos