Acoplamento tecnológico e autismo: o iPad como instrumento complexo de cognição/subjetivação / Technological coupling and autism: the iPad as a complex tool of cognition/subjetivation

Nize Maria Campos Pellanda

Resumo


O artigo trata de reflexões sobre um processo de pesquisa em andamento cujo foco é o acoplamento de crianças diagnosticadas com transtornos do espectro autista com o iPad. O grupo de pesquisa construiu um quadro teórico em torno dos pressupostos do paradigma da complexidade principalmente aqueles relacionados aos desdobramentos do movimento cibernético a partir da cibernética de segunda ordem. Assim,  os conceitos de autopoiesis e acoplamento estrutural da teoria da Biologia da Cognição de Humberto Maturana e Francisco Varela e o conceito de complexificação/aprendizagem pelo ruído de Henri Atlan nos sustentam para entendermos os processos cognitivos dos sujeitos envolvidos neste ambiente digital. Com isso, enfrentamos também os tradicionais modos de abordar a cognição em sujeitos desta síndrome que  priorizam rotinas ignorando os avanços das neurociências em neuroplasticidade. As evidências da pesquisa são muito significativas mostrando transformações cognitivas, afetivas e comunicacionais destes sujeitos.


Palavras-chave


autismo – cognição - acoplamento estrutural – autopoiesis - objeto técnico

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2238-152X.46224

logogoogle
Scientific Electronic Library Online     

           

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

ISSN eletrônico: 2238-152X