O BRINCAR COMO DIÁLOGO/PERGUNTA E NÃO COMO RESPOSTA À PRÁTICA PEDAGÓGICA

Heloisa dos Santos Simon, Elenor Kunz

Resumo


O presente texto traz uma abordagem de fundamentação pedagógica sobre a relação entre o mundo de movimento da criança e a imaginação, e como essa relação pode ser transpassada para o ensino. Elementos da natureza, atividades com estórias, brincadeiras de faz de conta, atividades de circo e contação de histórias fomentam a liberdade, a vivacidade e a riqueza da imaginação no brincar-e-se-movimentar. Assim focamos no que é primordial, nos elementos primários que nos levam ao Ser do ser humano, à sua consciência, ao outro, à arte, à natureza e à vida.

 


Palavras-chave


Movimento. Criança. Imaginação.

Texto completo:

PDF-BR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.39749



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment