A HOMOFOBIA EM EDUCAÇÃO FÍSICA NA ESCOLA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

Angélica María Sáenz-Macana, José Devis-Devís

Resumo


A Educação Física (EF) é uma das disciplinas escolares que mais promove um ambiente hostil e marginal para os homossexuais. Este trabalho visa analisar artigos empíricos sobre crenças, atitudes e comportamentos homofóbicos presentes na EF Escolar por meio de uma revisão sistemática. Além de vários aspectos bibliométricos de interesse, quatro grandes temas emergiram da análise: 1) heteronormatividade e heterossexualismo predominante; 2) existência de homopositividade; 3) homonegatividade atenuada; e 4) propostas de ação. Essas questões são discutidas em detalhes e conclui-se que, apesar das melhorias, a homofobia ainda é generalizada. Além disso, há a necessidade de investigar a homofobia com amostras variadas e uma diversidade de métodos porque ainda há muito a aprender, seja sobre variáveis ou em diferentes contextos pessoais, sociais e ambientais.

 


Palavras-chave


Homofobia. Normas de gênero. Revisão sistemática. Educação Física.



DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.104750

Direitos autorais 2020 Movimento (ESEFID/UFRGS)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment