NEGOCIANDO LIMITES, MANEJANDO EXCESSOS: VIVÊNCIAS COTIDIANAS DE UM GRUPO DE FISICULTURISTAS

Autores

  • Caio Tavares Arraes Universidade Federal do Vale do São Francisco. Programa de Pós- Graduação em Educação Física. . Petrolina, PE, Brasil.
  • Roberta de Sousa Mélo Universidade Federal do Vale do São Francisco. Colegiado de Educação Física. . Petrolina, PE, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.100285

Palavras-chave:

Musculação. Corpo humano. Dieta. Exercício Físico.

Resumo

O estudo buscou compreender as vivências corporais cotidianas de um grupo de atletas de fisiculturismo das cidades de Petrolina-PE e Juazeiro-BA. Foram entrevistados 10 fisiculturistas, nove homens e uma mulher. Também foi utilizada, como recurso complementar, a observação participante, adotada em uma competição de fisiculturismo realizada em Petrolina-PE. As informações encontradas indicaram que a preparação corporal desses sujeitos organiza-se em duas etapas: o Bulking/Off e o Cutting/Pre-contest. Cada uma delas é marcada por lógicas específicas e são estruturadas a partir dos elementos essenciais ao trabalho corporal desses indivíduos: os hábitos alimentares e a prática regular de exercícios físicos. Destacamos, ainda, os comportamentos adotados no dia de competição, quando a lógica que norteia a preparação física dos atletas é novamente modificada.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-07-13

Como Citar

ARRAES, C. T.; MÉLO, R. de S. NEGOCIANDO LIMITES, MANEJANDO EXCESSOS: VIVÊNCIAS COTIDIANAS DE UM GRUPO DE FISICULTURISTAS. Movimento, [S. l.], v. 26, p. e26051, 2020. DOI: 10.22456/1982-8918.100285. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/100285. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais