O papel dos repositórios institucionais e temáticos na estrutura da produção científica

Simone da Rocha Weitzel

Resumo


A proposta deste artigo é contribuir para a compreensão do novo cenário da comunicação científica no século XXI por meio de algumas reflexões sobre o papel dos repositórios institucionais e temáticos neste contexto a partir das noções sobre a estrutura da literatura científica de Subramanyam (1980). O ponto de partida desta abordagem está focado nas características dos produtos (publicações, repositórios e provedores de serviços) e processos (editoração eletrônica e comunicação) e suas correspondências na estrutura na literatura científica. Conclui-se que o ciclo da produção cientifica online é composto pelas fontes primárias (publicações científicas online), secundárias (repositórios temáticos e institucionais) e terciárias (provedores de serviços) e que é urgente a implementação e uso destes três tipos de fontes para promover o desenvolvimento científico na atualidade.

 


Palavras-chave


Repositórios institucionais; repositórios temáticos; comunicação científica eletrônica; iniciativa de Arquivos Abertos; movimento de Acesso Livre

Texto completo:

PDF




Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)