O cientista na animação televisiva: discurso, poder e representações sociais

Autores

  • Denise da Costa Oliveira Siqueira UERJ

Palavras-chave:

Cientistas, desenhos animados, televisão, representações sociais

Resumo

Assim como os artistas, os cientistas são figuras muito exploradas nos desenhos animados veiculados pela televisão. Doutor Quest, Professor Pardal, Doutor Xavier, Dexter e Jimmy Neutron são alguns dos muitos personagens que vêm entretendo espectadores em diferentes períodos das últimas décadas. Já nos anos 60, quando se popularizava, a televisão exibia, em sua programação voltada para o público infantil, desenhos nos quais havia a figura do cientista. Isso refletia o que ocorria nos seriados de ficção científica voltados para adultos: ciência em formato de ficção narrativa era sucesso. Hoje, outros desenhos surgem com novos efeitos e recursos e linguagem mais coloquial, mas a figura do cientista continua sendo fartamente utilizada e estereotipada. A força discursiva desses estereótipos é tal que em oposição surgem canais voltados exclusivamente para a programação dita “educativa”, preocupados com o desenvolvimento e a formação de crianças e adolescentes. Alguns são públicos e outros, da TV paga, são comerciais. Estudo sobre as representações do profissional da ciência, este texto busca fazer uma reflexão sobre como é apresentada a figura do cientista em programas de canais comerciais voltados para o público infantil. Para isso, toma como exemplo três famosos programas de animação ou computação gráfica: O laboratório de Dexter, As meninas superpoderosas e As aventuras de Jimmy Neutron, o menino gênio, exibidos em canais comerciais abertos ou na TV por assinatura no Brasil e em muitos outros países.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Denise da Costa Oliveira Siqueira, UERJ

Professora da Pós-Graduação em Comunicação (PPGC) da Faculdade de Comunicação Social da UERJ, da graduação em Comunicação Social e do curso de Especialização em Jornalismo Cultural. Doutora em Comunicação (ECA/USP), Mestre em Ciência da Informação (IBICT/ECO/UFRJ). Graduada em Comunicação (FCS/UERJ). Autora de A ciência na televisão: mito, ritual e espetáculo. Currículo Lattes

Downloads

Publicado

2006-12-10

Como Citar

SIQUEIRA, D. da C. O. O cientista na animação televisiva: discurso, poder e representações sociais. Em Questão, Porto Alegre, v. 12, n. 1, p. 131–148, 2006. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/14. Acesso em: 19 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.