Auras do Professar: desterritorialização da autoridade no sentido da communitas e do entusiasmo

Pedro Luis Braga, Ana Cristina Zimmermann

Resumo


O artigo caracteriza a autoridade docente como fruto da tradição patriarcal e cristã, na qual a performance do professor instaurava a disciplina e o silêncio. Mas, tal como a Aura da obra de arte entra em decadência pelo avanço técnico, o mesmo ocorreria com a aura do professor: a democratização/laicização da educação, ao desvincular o saber do divino, gera desterritorialização da autoridade docente. Em resposta, busca-se em obras de arte e na filosofia formas de reverter dialeticamente a Aura e o Sagrado no ensino, apontando para a construção de communitas de aprendizado, cujo professar seja experiência estética e coletiva, marcada pela presença de entusiasmo nos corpos.

Palavras-chave


Aura; Autoridade Docente; Communitas; Entusiasmo; Pedagogia Crítica

Texto completo:

ACESSO / ACCESS / ACCÈS

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS DA PRESENÇA - Brazilian Journal on Presence Studies - e-ISSN 2237-2660 - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil - http://www.seer.ufrgs.br/presenca

 

       

 

 

Crossref Similarity Check logo

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.