EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE: EXPERIMENTANDO JEITOS DE VER, VIVER, SENTIR E TECER O SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.54909/sp.v5i2.118777

Resumo

A Educação Permanente em Saúde (EPS) é um processo de formação dos trabalhadores, de natureza participativa, que ocorre no trabalho, pelo trabalho e para o trabalho nos diferentes serviços, orientada para a melhoria da qualidade na integralidade e equidade no cuidado e acesso à saúde. Este ensaio discorre sobre a EPS como um dos fios que tecem o Sistema Único de Saúde (SUS) no cotidiano. E, nesta direção, percorrendo os caminhos da Educação na política pública, das concepções de EPS e do dispositivo do Apoio como ativador de práticas, discute-se sua potência no SUS, ao produzir interferências no paradigma – ainda hegemônico – de medicalização da vida. Ainda, evidencia-se sua contribuição para a garantia do direito à saúde, ao considerar os saberes, em interlocução na produção do comum provisório, experimentando jeitos de ver, viver, sentir e tecer o SUS.

Palavras-chave: Educação Permanente. Direito à Saúde. Profissionais de Saúde. Sistema Único de Saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Liamara Denise Ubessi, Universidade Federal de Pelotas

Psicóloga, Enfermeira, Doutora, Pós-Doutoranda (UFPel) e acadêmica de Filosofia (UFPel), integrante do Coletivo Povaréu Sul - Arte, Saúde e Educação Popular e Coletiva de Mulheres que Ouvem Vozes (CMOV), Pesquisadora de Educação Permanente em Saúde.

Michele Neves Meneses, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Enfermeira, Educadora Popular em Saúde, Especialista em Educação Permanente em Saúde (UFRGS) Mestre em Ensino na Saúde (UFRGS) Doutoranda em Enfermagem (UFRGS), integrante do Coletivo Povaréu Sul - Arte, Saúde e Educação Popular, Movimento Popular de Saúde e Articulação Nacional de Movimentos e Práticas de Educação Popular em Saúde.

Larissa Dall’ Agnol da Silva, Universidade Federal de Pelotas

Terapeuta Ocupacional, Professora Adjunta do Curso de Terapia Ocupacional (UFPel), Doutoranda em Enfermagem (UFPel), integrante do Coletivo Povaréu Sul - Arte, Saúde e Educação Popular, Coletiva de Mulheres que Ouvem Vozes (CMOV) e Fórum Gaúcho de Saúde Mental, pesquisadora de Educação Permanente em Saúde.

Valéria Cristina Christello Coimbra, Universidade Federal de Pelotas

Doutora em Enfermagem Psiquiátrica (USP), Professora Titular na Faculdade de Enfermagem (UFPel), pesquisadora de Educação Permanente em Saúde.

Luciane Prado Kantorski, Universidade Federal de Pelotas

Doutora em Enfermagem (USP). Professora Titular na Faculdade de Enfermagem (UFPel), pesquisadora de Educação Permanente em Saúde.

Cristianne Maria Famer Rocha, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutora e Mestre em Educação (UFRGS). Professora Associada da Escola de Enfermagem (UFRGS).

Downloads

Publicado

2021-12-30

Como Citar

UBESSI, L. D.; MENESES, M. N.; DA SILVA, L. D. A.; COIMBRA, V. C. C.; KANTORSKI, L. P.; ROCHA, C. M. F. EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE: EXPERIMENTANDO JEITOS DE VER, VIVER, SENTIR E TECER O SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE. Saberes Plurais: Educação na Saúde, [S. l.], v. 5, n. 2, p. 71–80, 2021. DOI: 10.54909/sp.v5i2.118777. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/saberesplurais/article/view/118777. Acesso em: 29 jan. 2023.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)