Desaprendizagens permanentes: experiências com a arte na Pedagogia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/2357-9854.117501

Palavras-chave:

Educação. Formação docente. Arte.

Resumo

Este texto apresenta reflexões sobre educação, docência e arte, bem como expectativas sobre o início e término de um percurso possível para a disciplina Fundamentos Teórico Metodológicos em Arte I no curso de Pedagogia, considerando os desafios e as responsabilidades compartilhadas entre professora e estudantes, futuros professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Olga Egas, Universidade Federal de Juiz de Fora — UFJF, Juiz de Fora/MG

Professora nas Licenciaturas de Artes Visuais e Pedagogia da Universidade Federal de Juiz de Fora/MG. Graduada em Arte e Desenho. Mestre em Artes pela Universidade Estadual Paulista. Doutora em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Coordenadora do MIRADA – Grupo de Estudos e pesquisa sobre Visualidades, Interculturalidade e Formação Docente e integrante dos Grupos de Pesquisa: Arte na Pedagogia - GPAP e Mediação Cultural: provocações e mediações estéticas – GPeMC.

Referências

ALBANO, Ana Angélica. O Espaço do desenho: a educação do educador. São Paulo: Loyola 2010.

BARROS, Manoel de. O livro das ignorãças. Rio de Janeiro: Record, 1993.

BARROS, Manoel de. Livro sobre nada. Rio de Janeiro: Record, 2000.

KASTRUP, Virginia. A invenção de si e do mundo: uma introdução do tempo e do coletivo no estudo da cognição. Campinas: Papirus, 1999.

KASTRUP, Virgínia. Políticas cognitivas na formação do professor e o problema do devir-Mestre. Educação & Sociedade, Campinas, v. 26, n. 93, p. 1273-1288, set./dez. 2005. Disponível em: <https://www.scielo.br/pdf/es/v26n93/27279.pdf>. Acesso em: 30 abr. 2020.

MARTINS, Mirian Celeste; PICOSQUE, Gisa. Mediação Cultural para professores andarilhos na Cultura. São Paulo: Intermeios, 2012

MUDANDO Paradigmas Educacionais. Produzido por Abi Stephenson. Dublagem por Blog Brasil Acadêmico. Londres: RSA Animate, 2003. (11min40.) Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=DA0eLEwNmAs> Acesso em jul 2021.

SILVA, Tomaz Tadeu da. A filosofia de Deleuze e o currículo. Goiânia: FAV, 2004. (Coleção Debates Contemporâneos).

O FIM do recreio. Produção de Vinícius Mazzon e Nélio Spréa. [S.l.]: Parabolé Educação e Cultura, 2012. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=t0s1mGQxhAI. Acesso em: 30 abr. 2020.

SÓ dez por cento é mentira. Produção de Pedro Cezar. [S. l.]: Artezanato Eletrônico, 2009c. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=OaXiOwnP2bQ>. Acesso em: 30 abr. 2020.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA. Edital nº 3, de 02 de julho de 2019. [Edital interno de seleção de propostas de visitas técnicas, trabalhos de campo, viagens formativas no âmbito dos cursos de graduação no programa territórios educativos da graduação para o 2º semestre de 2019]. Universidade Federal de Juiz de Fora: Pró-reitoria de Graduação, Juiz de fora, 2019.

Downloads

Publicado

2021-08-08

Como Citar

EGAS, O. Desaprendizagens permanentes: experiências com a arte na Pedagogia. Revista GEARTE, [S. l.], v. 8, n. 2, 2021. DOI: 10.22456/2357-9854.117501. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/117501. Acesso em: 8 dez. 2022.

Edição

Seção

Arte na Pedagogia: processos educativos de poetizar, fruir e conhecer arte