Revista GEARTE https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte REVISTA GEARTE Universidade Federal do Rio Grande do Sul pt-BR Revista GEARTE 2357-9854 <p><span>Os leitores são livres para transferir, imprimir e utilizar os artigos publicados na Revista, desde que haja sempre menção explícita ao(s) autor (es) e à Revista GEARTE e que não haja qualquer alteração no trabalho original. Qualquer outro uso dos textos precisa ser aprovado pelo(s) autor (es) e pela Revista. </span></p><p><span><span>Ao submeter um artigo à Revista GEARTE e tê-lo aprovado, os autores concordam em ceder, sem remuneração, os seguintes direitos à Revista: </span><span>os autores mantêm os direitos autorais e concedem à Revista GEARTE o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença de Atribuição Creative Commons CC BY 4.0; </span><span>os autores têm permissão para publicar e distribuir seu trabalho online em repositórios institucionais/disciplinares ou na sua página pessoal.</span></span></p><p><span><span>Este periódico utiliza uma <a href="http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR" rel="license" target="_blank">Licença de Atribuição Creative Commons 4.0 Internacional</a>.</span></span></p> AMB: ‘desconseguir’ escutar o que nos ofereces, ainda! https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/126528 <p>O esforço de ESCUTAR o que Ana Mae Barbosa nos apresenta, digerindo suas ofertas, irreverentes e qualificadas por uma investigação incansável e alargada, integrou a sua oferecida amizade e sabedoria em mim, numa procura pessoal e incessante para dar eficácia política, antidiscriminatória e anticapitalista às minhas ações, artísticas e de investigação em educação artística, interculturalidade e decolonialidade. Esforço partilhado com os coletivos e as comunidades com quem me é permitido relacionar, que vou ‘desconseguindo’ realizar, ainda!</p> José Carlos de Paiva Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-08-15 2022-08-15 9 10.22456/2357-9854.126528 A (possível) multiplicação de vértices: tesouros da Abordagem Triangular https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/127241 <p>O presente texto traz uma reflexão teórico-poética a respeito dos desafios perceptivos que vicejam na Abordagem Triangular de Ana Mae Barbosa e que dificilmente&nbsp;podem ser vislumbrados a olho nu. Por isso, ao mesmo tempo, o texto aponta&nbsp;indiretamente para a necessidade urgente de uma revisão de pressupostos e práticas arte educativas no mundo contemporâneo, tendo como guia uma possível ressignificação dos conceitos de percepção mais conhecidos.</p> Regina Machado Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-09-18 2022-09-18 9 10.22456/2357-9854.127241 Das memórias e encontros com a Abordagem Triangular às reverberações na prática em Artes Visuais https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/125072 <p>Neste artigo, inicialmente, apresento memórias acerca do encontro com a Abordagem Triangular (AT). Em seguida, apresento o CAp/UFPE, campo onde atuo como docente de Artes Visuais. Na terceira parte, abordo as compreensões acerca da AT e de como as ações deste sistema epistemológico integram meu modo de pensar o ensino das Artes e Culturas Visuais. Por fim, apresento recortes de experiências vivenciadas remotamente em 2021 no 1° ano do Ensino Médio, com a temática “Mulheres Artistas”. Finalizo destacando que entendo a AT pelo caráter dialogal e aberto, dando pistas para que ações possíveis no ensino das Artes e Culturas Visuais aconteçam nos mais diferentes contextos e realidades.</p> Fabiana Souto Lima Vidal Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-08-15 2022-08-15 9 10.22456/2357-9854.125072 Arte como experiência em uma Abordagem Triangular ou sobre o ensino de pintura em zigue zague https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/125069 <p>O presente artigo objetiva articular os conceitos da Abordagem Triangular da autora brasileira Ana Mae Barbosa com o de Arte como experiência do filósofo americano John Dewey, para analisar a prática docente como investigação realizada pelo/a artista professor/a pesquisador/a no contexto do ensino de pintura. Para tanto desenvolvemos partindo dos autores citados, uma pesquisa experimental que tenciona a prática docente e a prática artística, constituindo-se de metáforas e desafios, em meio ao zigue e zague na Abordagem Triangular.</p> Jociele Lampert Raony Robson Ruiz Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-08-15 2022-08-15 9 10.22456/2357-9854.125069 Formação de professores e difusão da Abordagem Triangular no Núcleo de Apoio à Cultura e Extensão em Promoção da Arte na Educação na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/125031 <p>A Abordagem Triangular foi publicada por Ana Mae Barbosa, em 1991, no livro <em>A Imagem no Ensino da Arte</em>. Quando o livro estava prestes a completar 10 anos de seu lançamento, foi ofertado para professores e educadores da cultura o curso de aperfeiçoamento “Aprendizagem da Arte e Cultura Contemporânea”, no Núcleo de Apoio à Cultura e Extensão em Promoção da Arte na Educação, na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, NACE-NUPAE. Agora, ao completar 30 anos dessa publicação, reúnem-se, neste artigo: uma professora desse curso e um aluno da primeira turma, que fazem suas análises sobre aulas e atividades, mediados por Beatriz Ribeiro.</p> José Minerini Neto Ana Amália Tavares Bastos Barbosa Beatriz Ribeiro Correa Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-08-15 2022-08-15 9 10.22456/2357-9854.125031 A prática como critério da verdade: Abordagem Triangular na interface da sala de aula https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/127240 <p>Este artigo objetiva apresentar o impacto da Abordagem Triangular no Ensino da Arte, sobre o trabalho das professoras da Rede Municipal de Ensino na região metropolitana de Porto Alegre (RS), a partir da fala de algumas delas. Participantes do Grupo de Pesquisa inicial do Projeto Arte na Escola, seguiram no Grupo de Reflexão do Projeto da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, buscando qualificar sua prática pedagógica no ensino da Arte.<strong>&nbsp; </strong></p> Elizabeth Milititsky Aguiar Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-09-18 2022-09-18 9 10.22456/2357-9854.127240 Abordagem Triangular em processos de mediação cultural https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/125287 <p>O texto trata da experiência da autora com a Abordagem Triangular em seu processo de formação, tendo como foco a mediação em museus e centros culturais; contextualiza a experiência do coletivo <em>Arteducação</em> <em>Produções</em>, que aconteceu em São Paulo na primeira década dos anos 2000, relatando e analisando processos de desenvolvimento de propostas de mediação, tendo a Abordagem Triangular como eixo teórico e operacional organizador.</p> Rejane Galvão Coutinho Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-08-15 2022-08-15 9 10.22456/2357-9854.125287 Roda de Conversa: conexões e experiências do GEARTE no âmbito da Abordagem Triangular https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/126530 <p>O Grupo de Pesquisa em Educação e Arte (GEARTE) é um grupo interinstitucional que investiga as relações entre educação e arte, dialogando com as áreas da cultura visual, semiótica discursiva, estética, história, teoria e crítica da arte. Pesquisadoras do GEARTE participaram do evento Mão na Massa: Experiências [Re] significativas 2021 e II Congresso Internacional Online entre Arte, Cultura e Educação, com a proposição de uma Roda de Conversa, permeada por diferentes “sotaques” brasileiros, tendo como fio condutor os desdobramentos da Abordagem Triangular nas pesquisas e experiências de algumas integrantes do grupo, tanto no âmbito da formação continuada de professores quanto no ensino da Arte nas escolas, abrangendo experiências da Educação Infantil ao Ensino Médio, Técnico e Tecnológico. O objetivo da experiência proposta foi o de desenvolver diálogos entre pesquisadoras do GEARTE e o público participante, com o propósito de contextualizar, estabelecer conexões e suscitar desdobramentos entre suas experiências, por meio da Abordagem Triangular, presente nas pesquisas e práticas do grupo.</p> Gilvânia Maurício Dias de Pontes Maria Isabel Petry Kehrwald Rejane Reckziegel Ledur Rita Inês Petrykowski Peixe Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-08-15 2022-08-15 9 10.22456/2357-9854.126530 22 em 22: o centenário da Semana de Arte moderna pelos “olhos” da Abordagem Triangular https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/126534 <p>Esse artigo apresenta um projeto que está sendo desenvolvido na disciplina de Artes em uma escola pública - de Canoas, no RS - para abordar a Semana de Arte Moderna no marco dos cem anos de sua realização, tendo como fundamentação a Abordagem Triangular (BARBOSA, 1991). O projeto parte do estudo e da pesquisa do movimento artístico-cultural modernista e de suas e seus artistas para, em seguida, selecionar algumas de suas obras emblemáticas como inspiração para diferentes propostas de criações. Com o objetivo de proporcionar às e aos estudantes a contextualização tanto no estudo das obras de arte quanto em suas incursões em diferentes fazeres artísticos.</p> Rosana Fachel de Medeiros Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-08-15 2022-08-15 9 10.22456/2357-9854.126534 Alguns apontamentos sobre o fazer docente e a Abordagem Triangular https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/125393 <p>O artigo apresenta visão particular sobre o fazer docente baseado na Abordagem Triangular quando ambas, prática e teoria, completam seus 30 anos. Além de discorrer brevemente sobre como as bases da abordagem foram questionadas e atualizadas neste período, descreve experiência de criação de narrativas visuais durante os dois anos de Pandemia da COVID19 (2020-2021).</p> Ruth Rejane Perleberg Lerm Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-08-15 2022-08-15 9 10.22456/2357-9854.125393 Professor não se forma, se prepara https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/127243 <p>Para abordar o complexo e dinâmico processo conhecido como “formação de professores”, volto à minha própria formação para retomar e propor a discussão sobre uma questão conceitual: formação ou preparação? Então, aponto ideias de autores que considero fundamentais para uma consistente base teórica: Maria Isabel da Cunha, Paulo Freire e Ana Mae Barbosa. Dirijo meu foco para professores que atualmente se ocupam da preparação de professores na UDESC, na graduação e na pós: Elaine Schmidlin, Jociele Lampert e Maria Cristina da Rosa Fonseca da Silva. E concluo mostrando um trabalho desenvolvido em junho de 2022 na Espanha por uma professora egressa da UDESC, Débora da Rocha Gaspar.</p> Sandra Regina Ramalho e Oliveira Copyright (c) 2022 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-09-18 2022-09-18 9 10.22456/2357-9854.127243