Diretrizes para a definição de lotes de montagem de sistemas pré-fabricados de concreto do tipo engineer-to-order

Autores

  • Raquel Hoffmann Reck UFRGS
  • Fernanda Saidelles Bataglin UFRGS
  • Carlos Torres Formoso UFRGS
  • Karina Bertotto Barth UFRGS
  • Thomas Diepenbruck HTB
  • Eduardo Luis Isatto UFRGS

Palavras-chave:

engineer-to-order, sistemas pré-fabricado em concreto, last planner, BIM 4D, linha de balanço, trabalho ininterrupto

Resumo

Os potenciais benefícios do uso de sistemas construtivos pré-fabricados do tipo engineer-to-order (ETO) abrangem desde a redução de custos e duração do empreendimento até melhorias na qualidade do produto. Entretanto, o escopo de sistemas de planejamento e controle da produção neste contexto deve ser diferente de empreendimentos tradicionais, pois existe a necessidade de coordenar diferentes tipos de fluxos (projeto, fabricação, operações logísticas e montagem). Neste contexto, é necessária a estabilização desses fluxos e consequente diminuição do trabalho em progresso, o que é relacionado ao esforço de reduzir o tamanho do lote de produção. O objetivo do presente trabalho é propor um conjunto de diretrizes para a definição dos lotes de montagem para sistemas pré-fabricados de concreto do tipo ETO com apoio de BIM 4D, com base em conceitos e princípios da produção enxuta. Design Science Research foi a abordagem metodológica adotada, tendo como base um estudo empírico em uma obra de ampliação de um aeroporto. As principais contribuições do trabalho são um conjunto de categorias de decisão para a definição dos lotes de montagem, e o desenvolvimento de ferramentas para apoiar a tomada de decisões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-12-10

Edição

Seção

Gestão e Economia da Construção