O CORPO CONCEBIDO PELO JUDÔ KODOKAN: UM PROJETO EDUCATIVO DE PROGRESSO TRUNCADO PELA REAÇÃO POLÍTICA

Autores

  • Julián Espartero Universidad de León (España)

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.62769

Palavras-chave:

Artes marciais. Corpo humano. Tabu. Poder público. Japão.

Resumo

O objetivo do presente trabalho é demonstrar como o judô Kodokan – uma proposta educativa que concebe o corpo como um instrumento para formação integral e desenvolvimento humano e social – foi submetido no Japão a uma instrumentalização política reacionária que determinou sua substituição por uma versão proposta pelo ultranacionalismo. A metodologia utilizada ao longo do texto foi a própria da pesquisa histórica: coleta, avaliação, verificação e síntese das evidências que permitiram obter conclusões válidas. Estas indicam que, finalmente, foi a versão desnaturalizada do judô que foi imposta e “exportada” ao ocidente, distorcendo a própria essência da concepção do judô de Kano e provocando que esta última ainda seja, praticamente, desconhecida pela maioria de seus praticantes.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julián Espartero, Universidad de León (España)

Departamento de Educación Física y Deportiva

Profesor Titular de la Universidad de León

Publicado

2016-12-18

Como Citar

ESPARTERO, J. O CORPO CONCEBIDO PELO JUDÔ KODOKAN: UM PROJETO EDUCATIVO DE PROGRESSO TRUNCADO PELA REAÇÃO POLÍTICA. Movimento, [S. l.], v. 22, n. 4, p. 1265–1276, 2016. DOI: 10.22456/1982-8918.62769. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/62769. Acesso em: 7 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais